Passar uma temporada no antigo refúgio de David Bowie no Caribe não está nada barato

Por Fabiano Tresbach 25 mar 2016, 21h45

Uma vez oásis particular do “Camaleão do Rock” na deslumbrante ilha de Mustique, no Caribe, a mansão tem até nome próprio: Mandalay Estate.

O arquiteto Arne Hasslqvis projetou a residência, construída em 1989, segundo um só pedido de Bowie: em um local tão fantasioso, que fosse algo completamente fora do padrão caribenho.

O atual proprietário (que mantém sua identidade em sigilo) recentemente disponibilizou o imóvel para aluguéis de temporada.

Mandalay Estate Exterior

Foto: Divulgação/Mandalay Estate

Quem quiser se hospedar na casa, que por muitos anos serviu de refúgio para o ícone, vai ter que desembolsar 70 mil dólares por semana durante a alta temporada, ou 40 mil por semana na baixa.

Continua após a publicidade

Em um terreno de mais de 24 mil metros quadrados, ficam 5 quartos, uma infinity pool, jardins com influências japonesas e balinesas, e até mesmo um estúdio particular utilizado pelo artista durante suas passagens pela ilha.

Mandalay Estate Bamboo Lounge

Foto: Divulgação/Mandalay Estate

Foram poucas as oportunidades, entretanto, segundo Bowie. Em 1992, ele abriu as portas da residência à imprensa e admitiu, durante uma entrevista à Architectural Digest, que “a casa é um lugar tão tranquilo que eu não tenho absolutamente a mínima motivação para compôr quando estou lá.”

Mandalay Estate Gardens

Foto: Divulgação/Mandalay Estate

Mustique é um destino luxuoso entre famosos e a realeza britânica. Mick Jagger também é proprietário de uma mansão na ilha, enquanto Kate Middleton e o Príncipe William já passaram temporadas no local várias vezes desde 2008.

Continua após a publicidade
Publicidade