Os jardins botânicos mais bonitos do mundo

Da África do Sul à Alemanha, passando pela Tailândia e o Canadá, conheça incríveis templos dedicados à natureza

Por Gustavo Kolonko Atualizado em 29 dez 2020, 14h26 - Publicado em 29 dez 2020, 09h10

Lançamos a pergunta no Instagram da Viagem e Turismo: quais são os jardins botânicos mais bonitos que você já visitou no exterior? O resultado foi variadíssimo, como deve ser um bom jardim botânico. Confira:

Kirstenbosch National Botanical Garden – Cidade do Cabo, África do Sul

Michael S. Schwarzer/Flickr

Localizado aos pés da Table Mountain, a cerca de 15 minutos de carro do centro da cidade, o jardim apresenta dois tipos de biomas exclusivos do país: os bosques afromontanos e os fynbos, que juntos somam mais de 7.000 espécies de plantas. Quem visita pode escolher percorrer as cinco diferentes trilhas e descobrir as centenas de espécies de aves, répteis e mamíferos que vivem no local. 

Aberto todos os dias das 08h às 19h entre setembro e março, e das 08h às 18h de abril a agosto. Ingressos: 75 randes (aproximadamente R$ 25).

Royal Botanical Gardens – Burlington, Canadá

Royal Botanical Gardens/Reprodução

Considerado o maior jardim botânico do Canadá, o lugar é dividido em seis áreas com mais de 2.000 espécies de plantas. Além das quatro trilhas, que têm cenários diferentes a cada estação, ainda existem dois circuitos de canoagem. Os destaques vão para os jardins de roseiras, floridos entre os meses de junho e julho; as árvores de cerejeiras, que florescem no início de maio; e os arbustos de magnólia, que aparecem no final de abril.

O jardim fica aberto o ano todo, mas algumas áreas fecham nos dias 25 e 26 de dezembro e em 1 de janeiro. Confira o site oficial para saber os horários. Ingressos: CAD 18 (aproximadamente R$ 70).

Flora e Jardim Botânico de Colônia – Alemanha

KölnKongress/Reprodução

Inaugurado em 1864, por aqui é possível dar a volta ao mundo já que em seu jardim e estufas abrigam mais de 12.000 flores e plantas de diferentes continentes. Há mudas de cana-de-açúcar, flor de lótus e arroz. Além da rica variedade de plantas, o jardim ainda abriga o palácio Flora Köln, que tem capacidade para até 2.000 pessoas e é utilizado para conferências, concertos e casamentos.

O espaço é aberto diariamente, mas algumas áreas variam de horário. Clique aqui para mais informações. A entrada é gratuita.

Gardens by the Bay – Singapura

William Cho/Flickr

Com mais pegada de parque de diversões do que de jardim botânico, o espaço está em atividade há menos de 10 anos e se consagra como um must do quando se está na cidade-estado. Com doze atrações divididas em três grandes áreas, agrada os mais variados visitantes, que podem se deslumbrar com o mundo fantasioso do Floral Fantasy, descobrir espécies de plantas únicas dentro das estufas Flower Dome e Cloud Forest, ou ver todo o jardim do alto da OCBC Skyway, uma passarela a 22 metros de altura que percorre as superárvores.

Continua após a publicidade

O jardim e todas as atrações (com exceção do jardim infantil) abrem diariamente, mas funcionam em horários e com valores diferentes. Informações aqui.

Jardim Botânico de Nova York – EUA

Robert Wash/Flickr

Todos sabem que a cidade que nunca dorme possui o gigantesco Central Park, mas nem todo mundo se aventura pelos lados do Bronx para conhecer o verdadeiro jardim botânico da cidade. Em uma área protegida que mostra como era a vegetação da cidade séculos atrás, ali estão mais de 20 jardins que guardam mais de um milhão de plantas, sem contar que abriga o maior instituto de pesquisa e conservação de flora do mundo.

Aberto de terça a domingo, das 10h às 17h. Ingressos: US$ 22 (aproximadamente R$ 112).

Os Reais Jardins Botânicos de KewRichmond, Reino Unido

Matthew White/Unsplash/Reprodução

Longinho do centro de Londres, o lugar possui mais de 20 pontos de interesse espalhadas em toda área do jardim. Os destaques vão para o Arboreto, onde estão plantadas mais de 14.000 árvores, algumas datadas do século 18; a estufa Temperate House, que conta com espécies de plantas trazidas de quatro continentes diferentes; e a Treetop, uma passarela projetada pelos mesmos arquitetos da London Eye, que passa pelo meio das árvores do Arboreto.

Aberto todos os dias em horários variados, a depender da estação; confira aqui. Ingressos: £13.50 (aproximadamente R$ 90).

Jardim Etnobotânico de Oaxaca – México

Graham Mulligan/Flickr

O menorzinho desta lista, com pouco mais de 900 espécies, o lugar guarda uma grande variedade de plantas nativas do estado de Oaxaca, com destaque para a diversidade de cactos, que podem chegar até os sete metros de altura. A imersão na cultura do estado fica completa com uma visita ao Museo de las Culturas de Oaxaca, que fica ao lado do jardim, com artefatos históricos que pertenceram aos antigos nativos da região.

As visitas só ocorrem com tours guiados de segunda a sábado, às 10h, 12h e 17h. Ingressos: 50 pesos (aproximadamente R$ 12).

Jardim Botânico Tropical Nong Nooch – Chonburi, Tailândia

Nong Nooch Garden/Reprodução

Com ares de parque temático, por aqui pode ser uma boa alugar uma bicicleta para conhecer os mais de 30 espaços e dar praticamente uma volta ao mundo nos mais variados estilos de jardinagem, que vão dos simétricos jardins franceses, passando pela vegetação caribenha e chegando aos tailandeses, que intercalam vegetação com templos budistas. Completam a visita as estufas dedicadas às bromélias e às orquídeas.

Aberto diariamente das 08h às 18h. Ingressos: THB 100 (aproximadamente R$ 17).
Continua após a publicidade

Publicidade