Natureza e arredores: bosques versus Andes

Por Cecilia Arbolave e Fernando Souza Atualizado em 16 dez 2016, 00h31 - Publicado em 1 nov 2012, 16h32

Buenos Aires tem borda infinita para o Rio da Prata; Santiago, a muralha da Cordilheira dos Andes. Abundante em parques como o Forestal, salpicada de cerros panorâmicos, a capital chilena soma 30% a mais de área verde por habitante do que a argentina e o dobro de ciclovias – 200 quilômetros. Em viagens curtas, a geografia da região transporta o visitante para lagos e montanhas, a exemplo do Cajón del Maipo (cajondelmaipo. com); a estações de esqui, como Valle Nevado; e às litorâneas Viña del Mar e Valparaíso.

Em Buenos Aires, o paisagismo do francês Charles Thays fez da capital uma delícia para caminhadas, sobretudo nos Bosques de Palermo, um jardim à europeia com lagos, pérgolas e roseiral. Em Madero Este, a Reserva Costanera Sur preserva 360 hectares de banhado. E, nos arredores, você pode ir ao Delta do Tigre de trem (tren delacosta.com.ar) e à histórica Colonia del Sacramento, já no Uruguai, de barco (buque bus.com). Apesar do paisagismo portenho, o entorno de Santiago ganha de virada.

E a vencedora é: Santiago

Publicidade