Museu do 11 de Setembro reúne destroços e objetos do atentado

A história da tragédia é recontada por meio de tecnologia e artefatos encontrados no local. Homenagens às vítimas também estão no Memorial

Instalado no subsolo do Marco Zero, onde ficavam as Torres Gêmeas, o Memorial e Museu Nacional do 11 de Setembro, inaugurado em maio de 2014, é uma atração triste, mas necessária em Nova York.

Por meio de recursos multimídia e mais de 10 mil artefatos, o Museu reconta a tragédia dos atentados terroristas que ocorreram nos Estados Unidos em 11 de setembro de 2001 e homenageia as vítimas.

Entre os objetos que fazem parte da exposição, estão desde um caminhão de bombeiro destruído até um chinelo que estava dentro do avião que colidiu com o prédio.

Destroços das aeronaves também estão no acervo, e uma escada de emergência utilizada pelos sobreviventes para escapar do prédio leva os visitantes até a exposição.

O Memorial e Museu Nacional do 11 de setembro abre todos os dias das 9h às 19h. Veja as fotos do local:

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s