Maravilhas de Santa Catarina: serra, praias, baladas, luxo

O estado tem uma serra charmosa, a cidade mais cervejeira da nação, baladas bombásticas, points de surfe e kitesurfe mais míticos do país e outras delícias!

1. Rota da cerveja

A colonização alemã imprimiu o gosto pelas boas espumosas no DNA de Santa Catarina, que inaugurou a sua primeira cervejaria no século 19. Com o passar do tempo, a dificuldade de adquirir insumos e a concorrência das grandes marcas fizeram com que as fábricas artesanais fossem minguando.

Centro de Blumenau, Santa Catarina O centrinho de Blumenau

O centrinho de Blumenau (StephenBuel/Flickr)

Mas, nos últimos anos, um circuito de microcervejarias vem resgatando essa vocação. A Associação das Micro Cervejarias Artesanais de Santa Catarina já conta com 37 associadas, grande parte delas concentradas no Vale do Itajaí, a começar por Blumenau, onde fica a Escola Superior de Cerveja e Malte (ESCM). A instituição ajudou a criar o Festival Brasileiro da Cerveja (uma alternativa à Oktoberfest) e a Rota do Vale da Cerveja.

O ponto de partida é Blumenau – em março de 2017, a cidade recebeu do governo federal o título de Capital Nacional da Cerveja. Além de um museu dedicado à bebida, tem marcas cultuadas, como a Container British Beer, a Bierland e a Eisenbahn – todas podem ser visitadas.

Museu da Cerveja, Blumenau, Santa Catarina O Museu da Cerveja

O Museu da Cerveja (Markito/Foto Mundo/Divulgação)

A rota ainda segue por Pomerode, Brusque, Timbó, Gaspar e outras cidadezinhas de sotaque alemão.

Busque hospedagem em Blumenau no Booking

2. Ibiza Catarinense

DJs como Carl Cox, David Guetta, Hardwell e muitos outros já incluíram em suas agendas a região que abriga quatro dos cinco melhores clubs do Brasil, segundo a revista House Mag (autoridade nacional no universo dos pick-ups).

Warung Beach Club, Santa Catarina A noite é um bebê de colo no Warung Beach Club, uma das superbaladas do Vale do Itajaí

A noite é um bebê de colo no Warung Beach Club, uma das superbaladas do Vale do Itajaí (Instagram @warungbeachclub/Reprodução)

A Ibiza catarinense orbita em torno do Balneário Camboriú, onde fica a Green Valley, que já foi considerada a melhor balada do mundo pela revista britânica DJ Mag. A peregrinação eletrônica ainda passa pelo Warung Beach Club, na Praia Brava, pelo El Fortin Club, em Porto Belo, e pelo Matahari Super Club, em Indaial.

Busque hospedagem em Balenário Camboriú no Booking

3. Rota da serra

Com picos de mais de 1 800 metros de altitude, a Serra Catarinense pode até ficar branquinha nos dias mais frios de inverno. Mas os eventuais flocos de neve estão longe de ser a única atração.

Serra Catarinense Entardecer na Serra

Entardecer na Serra (Global_Pics/Getty Images)

Uma alternativa low profile à Serra Gaúcha, a região tem pousadas aconchegantes e beleza natural de sobra. Cercadas de parques nacionais, três cidadezinhas servem de base para explorar a serra, em que é possível fazer trilhas por cânions, visitar cachoeiras e dirigir por estradas panorâmicas.

Mirante em Urabici, Santa Catarina Mirante nos arredores de Urubici, Santa Catarina

Mirante nos arredores de Urubici, Santa Catarina (Rodrigo Kristensen/iStock)

São Joaquim é a mais famosa delas, por ser considerada a mais fria do Brasil. Se não nevar, a visita à vinícola Villa Francioni vale a viagem. Bom Jardim da Serra é a mais estratégica para acessar a belíssima estrada da Serra do Rio do Rastro, com centenas de curvas e mirantes. E a mais charmosa do trio é Urubici, cercada de cachoeiras e próxima a atrações de peso como a Gruta Nossa Senhora de Lourdes e o Morro da Igreja, um dos mais elevados do estado, com 1.822 metros de altitude.

Reserve no Booking a melhor hospedagem da serra, o Rio do Rastro Eco Resort

4. Imbituba

O nome do município, Imbituba, é quase um desconhecido. Partindo de Florianópolis, quem pega a BR-101 rumo ao sul por 80 quilômetros geralmente está indo em direção à Praia do Rosa ou a Ibiraquera, dois destinos míticos do litoral catarinense.

A primeira, como várias praias da região, foi descoberta pelos surfistas e pela turma da paz e do amor lá pelos anos 1970. Quase meio século depois, o lugar é uma espécie de Trancoso do Sul, repleto de pousadas charmosas com pegada sustentável e restaurantes levados a sério. É, também, um dos destinos mais badalados do Brasil para estar no Réveillon, com festas como a Virada Mágica.

Barra de Ibiraquera A Barra de Ibiraquera

A Barra de Ibiraquera (Markito/Foto Mundo/Divulgação)

Um tiquinho mais ao sul, o clima é radicalmente outro. A Barra de Ibiraquera ainda preserva ares de tranquilidade e é um dos melhores locais do Sul do Brasil para a prática do kitesurfe, cujas velas colorem tanto a lagoa como o mar.

Busque hospedagens em Barra de Ibiraquera no Booking

5. Ponta dos Ganchos

O suprassumo de Governador Celso Ramos é o resort Ponta dos Ganchos, 52 quilômetros ao norte de Florianópolis. Só para adultos (crianças maiores de 12 anos são aceitas em datas especiais), o hotel tem seis tipos de bangalô com vista para o mar, sendo que a maioria deles está equipada com piscina privê de borda infinita.

Bangalô no resort Ponta dos Ganchos, Santa Catarina Um dos bangalôs do resort Ponta dos Ganchos

Um dos bangalôs do resort Ponta dos Ganchos (Instagram @pontadosganchos/Reprodução)

Ultrarromântico, organiza várias formas de “ex­periência” para casais: de jantares especiais e rituais no spa. As tarifas incluem café da manhã, drinque de boas-vindas, cesta de frutas e chá da tarde, além de atividades como canoagem e aulas de tênis. A Praia da Ilhota, privativa do hotel, tem mar verde-esmeralda.

Reserve sua hospedagem no Ponta dos Ganchos no Booking.com

6. Picos de surfe

Muita coisa mudou desde que, nos idos anos 1970, só os surfistas (e os gaúchos) se aventuravam em estradinhas lamacentas para chegar até Garopaba e Guarda do Embaú.

A primeira, onde ficam as praias da Ferrugem e do Silveira, tornou-se uma das mecas da balada de Santa Catarina no verão (e ponto de observação de baleias-franca no inverno).

Praia da Ferrugem, Garopaba, Santa Catarina Praia da Ferrugem, em Garopaba

Praia da Ferrugem, em Garopaba (GonçalvesDiogo/iStock)

Já a segunda cresceu com moderação, melhorando a sua infraestrutura sem se tornar elitista (por exemplo, a Praia do Rosa). Mas as ondas tubulares que quebram com regularidade e os ares de “Havaí é aqui” resistiram ao passar do tempo.

Guarda do Embaú, Santa Catarina Vista da Guarda do Embaú

Vista da Guarda do Embaú (Gabriel Saudades/Flickr)

Em outubro de 2016, a praia do município de Palhoça foi eleita a primeira Reserva Mundial de Surfe do Brasil, pela organização Save the Waves, ao lado de um seleto time de oito templos do esporte, como Manly, na Austrália, e Malibu, na Califórnia.

Reserve hospedagem na Guarda do Embaú no Booking

Publicado na edição 263 da Revista Viagem e Turismo

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s