KLM realiza o voo mais longo já feito com biocombustível

Saindo de Amsterdã, na Holanda, o Boeing 777-200 da companhia pousou no Rio de Janeiro em um voo inédito

Por Anderson Estevan Atualizado em 16 dez 2016, 08h35 - Publicado em 20 jun 2012, 13h54

Na manhã de ontem (19), a KLM Airlines realizou o mais longo voo movido a biocombustível já feito. Saindo do Aeroporto Amsterdam-Schipol, na Holanda, às 11h15, o Boeing 777-200 da empresa pousou no Rio de Janeiro às 17h55 (horário de Brasília).

Feito a partir de óleo de cozinha usado, o combustível sustentável foi obtido em parceria com a SkyNRG, empresa que fabrica querosene sustentável para 15 companhias aéreas em todo o mundo.

Assim como a KLM, outras empresas do segmento também realizaram decolagens com bioquerosenes por conta da RIO+20, como a Gol, a Azul e a Aeromexico.

Leia mais:

Azul faz primeiro voo com combustível sustentável

Gol fará primeiro voo com biocombustível durante a Rio+20

Pesquisadores estudam desenvolvimento de biocombustível para aviões

Acordo entre Aeroméxico e Avianca permite diversas conexões com o mesmo bilhete

Gol abre quiosque com promoção de passagem de volta a R$ 49

Continua após a publicidade
Publicidade