Ingapirca, no Equador, é incrível e parece Machu Picchu

O Templo do Sol, em Ingapirca, é obra dos cañari, povo subjugado pelos incas antes do domínio espanhol

Antes de os espanhóis chegarem em 1536, o Equador fazia parte do Império Inca. E, antes dos incas, o território pertenceu aos cañaris, acredita-se que por cerca de mil anos.

Parte dessa história pré-colombiana do Equador está contada em Ingapirca, o mais bem conservado sítio arqueológico do país.

Localizado 90 quilômetros ao sul de Alausí, onde se pega o trem para o Nariz del Diablo, o complexo está centrado nas ruínas do Templo do Sol, um observatório astronômico e palco de cerimônias cañaris que foi tomado pelos conquistadores incas e transformado em forte militar – até que os espanhóis chegassem usando parte daquelas pedras sagradas para construir suas casas.

O Templo do Sol, em Ingapirca O Templo do Sol, em Ingapirca

O Templo do Sol, em Ingapirca (divulgação/Viagem e Turismo)

Com rochas cortadas misteriosamente em forma de trapézio como nas ruínas de Machu Picchu, Ingapirca é uma versão petit do popular monumento peruano. Fica no fim da chamada Trilha Inca do Equador, um caminho cênico de 40 quilômetros que os adeptos de longos trekkings costumam percorrer em três dias.

Parte de uma rede de 30 mil quilômetros de caminhos incas pela América Latina que se tornaram Patrimônio Mundial em 2014, a rota inca equatoriana costuma ser percorrida a partir de Achupallas, vilarejo 23 quilômetros a sudeste de Alausí. Lagos, rios e várias ruínas incas embelezam o caminho.

Mais sobre o Equador

Quer conhecer o Equador? Veja um roteiro completo, de Quito a Galápagos

Nas entranhas do país: conheça o Parque Cotopaxi e seus 80 vulcões

Passeio de trem pelo Equador tem abismos e cânion assustadores

Você sabia que o chapéu-panamá surgiu numa cidade no Equador?

Galápagos é a prova da imensa riqueza biológica do nosso planeta

7 espécies de animais que você precisa conhecer em Galápagos

Vai para Galápagos? Tire suas dúvidas sobre voos, cruzeiros e roteiros

 

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.