Hotel finlandês procura caçador de aurora boreal para trabalhar neste inverno

Por Ana Luiza Tieghi 1 set 2016, 15h07

A aurora boreal é um dos fenômenos naturais mais incríveis do mundo – e também difícil de ser visto. Apenas viajar para os países nórdicos (ou para o Canadá e Alasca) não é garantia de que o viajante poderá apreciar as luzes, já que as condições climáticas interferem em sua visualização.

Tem sortudo que vê a aurora logo na primeira viagem, enquanto outros precisam de várias tentativas para dar de cara com o fenômeno.

E se o seu trabalho fosse justamente caçar auroras boreais, para que outras pessoas também pudessem vê-las?

Linda! Vale a pena enfrentar o frio nórdico para ver essa belezura (Foto: Steve K/Flickr/Creative Commons)

O hotel Arctic Snow, na Finlândia, está procurando candidatos dispostos a executar a tarefa de monitorar a ocorrência de auroras boreais em seu entorno. O trabalho vai começar em dezembro e durará entre três e seis meses. O escolhido precisará ficar de olho no céu das 23h às 6h30. Só para ter uma ideia, a temperatura mínima registrada por ali no inverno foi de -47,5ºC.

Continua após a publicidade

Mas o que é o frio diante da possibilidade de ver essa maravilha de perto?

+ Viajamos para a Escandinávia para ver as auroras boreais; leia o relato e inspire-se!

+ Escandinávia e países nórdicos: um mundo de gelo e cores

O hotel, que tem quartos feitos de gelo, fica a 27 quilômetros da cidade de Rovaniemi (conhecida por ser a casa do Papai Noel!) e a 800 km da capital Helsinque.

Um dos chalés do hotel e a aurora boreal ao fundo. (Foto: Divulgação)

Um dos chalés do hotel e a aurora boreal ao fundo. (Foto: Divulgação)

Eles estão aceitando candidaturas até dia 11 de setembro e pedem que a pessoa tenha inglês fluente. Mais importante do que sua formação acadêmica e profissional é mostrar suas habilidades e estar disposto a aprender.

E aí, aceita o desafio?

Continua após a publicidade

Publicidade