Homem processa companhia aérea por ter viajado ao lado de obesos

Passageiro teve de viajar por 14 horas de Sydney a Los Angeles, e mesmo pedindo para trocar de lugar, não foi atendido pela American Airlines

Por Ludmilla Balduino Atualizado em 18 jul 2017, 18h16 - Publicado em 8 Maio 2017, 20h39

Um australiano da cidade de Wollongong está processando a companhia aérea American Airlines por ter voado, em 2015, ao lado de duas pessoas obesas e com isso, segundo ele, ter piorado os seus já existentes problemas de saúde.

Michael Anthony Taylor sentou-se na mesma fileira que duas pessoas obesas em um voo de Sydney a Los Angeles – com duração de 14 horas – em dezembro de 2015. De acordo com ele, os comissários de bordo da companhia recusaram-se a trocá-lo de lugar, mesmo depois de o passageiro pedir várias vezes.

De acordo com trechos de documentos sobre o processo, divulgados pelo News.com.au, o corpo do passageiro que sentou-se ao lado de Michael “esparramou-se e invadiu” a poltrona do passageiro lesado, forçando-o a contorcer seu corpo em uma série de posições, que incluíam levantar-se, agachar-se e debruçar-se para frente.

Isso acabou, segundo Michael, em agravar seus problemas de coluna. O passageiro pede uma indenização de 100 mil dólares australianos (cerca de R$ 240 mil) da companhia aérea.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade