Gol recebe notificação pedindo garantias a passageiros da Webjet

Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) notificou a empresa Gol Linhas Aéreas

Por Agência Brasil Atualizado em 16 dez 2016, 08h12 - Publicado em 28 dez 2012, 14h24

O Ministério da Justiça informou, em nota publicada na internet, que a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) notificou a empresa Gol Linhas Aéreas, cobrando dela garantias de que os passageiros da Webjet, adquirida recentemente, remarquem ou cancelem seus bilhetes sem a cobrança de qualquer taxa adicional, multa ou diferença tarifária.

A Gol comprou a Webjet e, em novembro, decidiu fechá-la. Pouco tempo depois, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) recebeu relatos de que a empresa estaria cobrando, de forma irregular, taxas e diferenças tarifárias para remarcar bilhetes da extinta companhia.

No dia 21, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) notificou a empresa, pedindo que assegurasse “o adequado atendimento” aos clientes herdados da Webjet.

Após a notificação do Ministério da Justiça, a Gol terá de informar à Senacon, no prazo até dez dias, como os passageiros que tinham bilhetes da Webjet foram reacomodados. A empresa terá ainda de apresentar o plano de reacomodação para os voos ainda não realizados.

Leia mais:

Anac notifica Gol por possível cobrança indevida em voos remarcados da Webjet

Continua após a publicidade

Demissões na Webjet foram cruéis, porém necessárias, diz Gol

Gol descarta rever demissões e extinção da Webjet

Gol anuncia fim da Webjet e demite 850 funcionários

Webjet e Gol unificam sistema de vendas

Continua após a publicidade
Publicidade