Fotos: os cenários espetaculares do fenômeno do sol da meia noite

Durante o verão no Hemisfério Norte, alguns países têm 24 horas ininterruptas de sol. Entenda o fenômeno e veja paisagens formadas por ele

Por Camila Honorato | Edição: Ludmilla Balduino Atualizado em 8 nov 2019, 16h24 - Publicado em 22 jun 2015, 15h40

Já pensou em viver em um lugar onde quase nunca anoitece, ou em que a noite pode durar algumas horinhas? Pois essa realidade é bem conhecida por moradores de algumas regiões específicas do Hemisfério Norte, acometidas pelo fenômeno do sol da meia noite.

Durante o solstício de verão, que ocorre a partir do mês de abril, locais demarcados pelo Círculo Polar Ártico convivem com a presença constante do sol. É o caso de lugares como a Dinamarca (próxima à Groelândia), Islândia, Suécia, Finlândia e Alasca, que podem encarar um longo período sem sequer avistar o astro se pôr.

Isso ocorre devido à rotação do planeta: nesta época do ano, a inclinação da Terra faz com que a região do polo norte fique posicionada em direção à órbita solar. No Polo Norte, o fenômeno ocorre em algumas regiões até setembro. A mesma coisa acontece durante o verão no Polo Sul: na Antártica, o sol não se põe entre os meses de outubro e março.

Em algumas regiões, como no Norte da Noruega, o verão nunca recebe noites inteiras no período. Os moradores aproveitam da claridade constante pra realizar atividades como pesca, canoagem e até ciclismo.

Na galeria abaixo, você vê fotos de paisagens iluminadas pela presença constante do astro. Com os mecanismos criados pela natureza e as luzes formadas pelo crepúsculo, não há como negar sua beleza.

Continua após a publicidade
Publicidade