Exposições em São Paulo: Tarsila, Ernesto Neto, Niemeyer e Hebe

Pinacoteca, MASP, Instituto Tomie Ohtake e Farol Santander abrigam fantásticas exposições dedicadas a artistas brasileiros

Abril é mês de estreia nos mais importantes espaços culturais e museus de São Paulo. Tarsila do Amaral ganha retrospectiva no MASP em grande estilo, Ernesto Neto traz mostra imersiva e interativa na Pinacoteca. Veja mais:

Tarsila do Amaral no MASP

A exposição sobre a artista brasileira Tarsila do Amaral inaugura na sexta-feira, 5 de abril, no MASP. Obras seminais da artista foram trazidas para São Paulo integrando o que está sendo chamada de uma das mais amplas exposições sobre sua carreira. É possível fazer a visitação até o dia 28 de julho deste ano.

Junto com as obras estarão expostos mais de 40 textos de historiadores que analisaram a carreira artística de Tarsila com um viés para questões sociais, políticas, raciais e de classe. Por conta dessa reflexão, o nome da exposição é “Tarsila Popular”.

Montagem da exposição de Tarsila do Amaral no MASP As imagens vieram de Campos de Jordão, Buenos Aires e outras partes do mundo para integrar o que se está chamando de maior exposição das obras da artista

As imagens vieram de Campos de Jordão, Buenos Aires e outras partes do mundo para integrar o que se está chamando de maior exposição das obras da artista (MASP/Divulgação)

Abaporu (1928), obra mais célebre da artista, viajou do Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires (MALBA) – onde faz parte do acervo fixo – para compor a coleção de mais de 120 obras que estarão expostas na Avenida Paulista até o final de julho. Outros quadros emblemáticos que fazem parte da exposição são A Negra (1923), Antropofagia (1929), Operários (1933) e Segunda Classe (1933).

Depois de estampar em um grande mural a pergunta “As mulheres precisam estar nuas para entrar no Museu de Arte de São Paulo”, o MASP inaugurou a proposta de pautar todas as suas atividades de 2019 no tema “Histórias das mulheres, histórias feministas”.

Cartaz Guerrilla Girls no MASP, 2017 O museu trouxe a exposição Guerriilla Girls, em 2017, que denunciava a predominância masculina na autoria de obras de arte em museus do mundo

O museu trouxe a exposição Guerriilla Girls, em 2017, que denunciava a predominância masculina na autoria de obras de arte em museus do mundo (Guerrilla Girls/Divulgação)

A exposição Guerrilla Girls, que ficou em cartaz em 2017 no MASP, estampou a pergunta de afronta aos curadores e mostrou estatísticas que apenas 6% dos artistas do acervo em exposição eram mulheres. O museu, agora, mostra esforços para mudar esse número. Além de exposições, o resto das atividades também segue a mesma pauta com oficinas, cursos, seminários e palestras.

O MASP pode ser visitado de quarta-feira a domingo das 10h às 18h com ingresso de R$40; às terças-feiras, das 10h às 20h, a entrada é grátis. Compre no site oficial.

Ernesto Neto na Pinacoteca

Quem estiver pelo centro de São Paulo a dica é conferir a exposição de Ernesto Neto inaugurada dia 30 de março na PinacotecaContemplando mais de 60 de obras do artista, a exposição “Ernesto Neto: Sopro” traz instalações imersivas com uso de materiais como meias de poliamida, esferas de isopor, crochê e especiarias (cravo, açafrão e urucum).

Neto foi beber da sua experiência com índios Kaxinawás, no Acre, de onde diz ter trazido um entendimento profundo da espiritualidade, além da compreensão de que há muito o que descobrir enquanto humanidade: quem somos? Onde estamos? Para onde vamos? 

Instalação "Cura Bra Cura Té", Ernesto Neto, Pinacoteca do Estado de São Paulo

A instalação “Cura Bra Cura Té” foi criada exclusivamente para a exposição na Pinacoteca“O artista é uma espécie de pajé. Ele lida com o subjetivo, com o inexplicável, com aquilo que acontece entre o céu e a terra, com o invisível. Desse lugar, consegue trazer coisas”, diz o artista.

A exposição pode ser visitada de quarta a segunda-feira das 10h às 17h30. O ingresso do museu é R$10 e aos sábados a visitação é gratuita.

Veja também

Oscar Niemeyer no Instituto Tomie Ohtake

Organizada para comemorar o aniversário de 110 anos de um dos mais famosos arquitetos do Brasil, a exposição “Oscar Niemeyer – Territórios da Criação”, chegou no Tomie Ohtake no dia 3 de abril e fica em cartaz até 19 de maio.

Desenho Oscar Niemeyer Desenhos inéditos do artistas serão exibidos até o dia 19 de maio no Instituto Tomie Ohtake

Desenhos inéditos do artistas serão exibidos até o dia 19 de maio no Instituto Tomie Ohtake (Instituto Tomie Ohtake/Divulgação)

A coletânea traz desenhos, pinturas, esculturas e mobílias inéditas feitas pelo arquiteto, junto com obras de artistas que trabalharam com Niemeyer em projetos emblemáticos, como Burle Marx, Tomie Ohtake e Portinari. Se juntam aos inéditos duas pinturas feitas pelo arquiteto que nunca foram exibidas para o público.

O Instituto Tomie Ohtake fica aberto de terça-feira a domingo das 11h às 20h e está a 800 metros do metrô Faria Lima, linha amarela. A entrada é gratuita.

Veja também

Hebe Camargo no Farol Santander

Uma mostra que não inaugurou em abril, mas continua em cartaz e vale a visita é “Hebe Eterna”, no Farol Santander (edifício Altino Arantes). A exposição inédita convida o público a viver um dia na vida da famosa apresentadora.

Exposição Hebe Eterna, Farol Santander, São Paulo O armário da artista estava recheado de estilistas famosos e roupas que ela usou em eventos marcantes

O armário da artista estava recheado de estilistas famosos e roupas que ela usou em eventos marcantes (Pedro Negri / Farol Santander/Divulgação)

Nome chave no mundo das comunicações, a apresentadora, cantora e atriz assistiu a expansão dos meios televisivos de comunicação depois de sua transição do rádio. Ocupando dois andares no edifício ícone de São Paulo, estão expostos objetos pessoais de Hebe, como vestidos, sapatos e acessórios. Também estão disponíveis vídeos e depoimentos inéditos da vida da artista.

Contando com a tecnologia de holograma, o espectador pode ter a chance de ser “arrumado” pelos cabeleireiros e maquiadores de Hebe, além de cantar com ela e ser entrevistada pela própria, através de imagens projetadas.

A exposição fica em cartaz até o dia 2 de junho e abre das 9h às 20h de terça a sábado e das 9h às 19h aos domingos. O ingresso pode ser comprado na bilheteria física ou no site por R$20 e inclui a visita ao Farol Santander.

Busque hospedagens em São Paulo

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s