Estados Unidos agora exige teste de covid e quarentena

Joe Biden revoga medidas de Trump e Estados Unidos passa a exigir teste negativo de covid antes de embarcar ao país e quarentena ao chegar

Dois dias antes de terminar o mandato, Donald Trump resolveu que abriria as fronteiras para voos que partissem da Europa e do Brasil a partir de 26 de janeiro. A decisão, anunciada na segunda-feira (18), durou pouco. Joe Biden revogou a medida e assinou, no dia da sua posse, atos executivos referentes à pandemia que endurecem ainda mais os requisitos de entrada no país.

A partir de 26 de janeiro, estrangeiros e cidadãos americanos deverão apresentar um teste negativo de covid antes de embarcar para os Estados Unidos e, na chegada, deverão fazer quarentena. Ao apresentar as novas regras, não foi especificado quanto tempo deverá durar o isolamento, mas o CDC (Centro de Prevenção e Controle de Doenças) orienta pessoas que tiveram contato próximo com algum caso confirmado de covid-19 a ficarem em casa por 14 dias.

Continua proibida a entrada de pessoas cujos voos tenham origem no Brasil ou que tenham passado por aqui nos 14 dias que antecederam a chegada em solo norte-americano (estão isentos da restrição os cidadãos americanos, os residentes permanentes e seus familiares de primeiro grau; todos deverão apresentar teste de covid). 

Teste de covid para entrar nos Estados Unidos

Passageiros com destino aos Estados Unidos deverão apresentar no check-in um teste RT-PCR negativo realizado nos três dias anteriores à partida do voo ou prova de que tenham se recuperado de uma infecção do novo coronavírus. Quem não apresentar um exame poderá ser impedido de embarcar.

Em comunicado, o diretor do CDC, Robert R. Redfield, admite que os testes não eliminam todos os riscos de propagação do vírus, mas “quando combinados com um período de isolamento e precauções cotidianas, como o uso de máscaras e distanciamento social, podem tornar as viagens mais seguras, contendo a propagação nos aviões, aeroportos e locais de destino”.

A determinação do CDC vem na carona de medidas anteriores para passageiros provenientes do Reino Unido, depois de ter sido detectada por lá uma nova cepa do vírus, mais contagiosa do que a conhecida até então.

Teste de covid para voltar ao Brasil

O Brasil passou a exigir teste de covid para todos os passageiros que entrarem no país, sejam cidadãos brasileiros ou estrangeiros, apenas em 30 de dezembro. Países asiáticos comprovam que o controle rígido na chegada, o que inclui testagem no aeroporto, monitoração por aplicativo de geolocalização e quarentena obrigatória podem diminuir sensivelmente os índices de contaminação.

O governo da Coreia do Sul, por exemplo, além de obrigar a reclusão de 14 dias para todos os que chegam, entrega diariamente refeições no lugar em que a pessoa estiver quarentenada. O país tem 50 milhões de habitantes e registrou até o momento 70.728 casos e 1.195 mortes por covid. No podcast O Assunto, a jornalista Renata Lo Prete entrevista um brasileiro que passou pela experiência do confinamento rígido ao chegar em Seoul; ouça aqui.

Com informações da Agência Brasil.

 

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.