Drive-in volta à moda com novos usos em tempos de isolamento

Fenômeno foi febre décadas atrás e está ressurgindo no Brasil e no mundo. Além de filmes, recebem raves, shows, casamentos e até cultos

O temor de contrair o coronavírus e a necessidade de distanciamento social fizeram com que os drive-ins voltassem com força nas últimas semanas, mas com algumas características diferentes. Se até umas três décadas atrás, quando alguns poucos ainda estavam na ativa, o uso que se fazia era apenas o de assistir filmes dentro do carro, hoje os espaços sediam shows, cultos, palestras, raves e até casamentos. No Brasil, também há sinais de que podem voltar a pegar. 

A moda de ver filmes dentro dos automóveis surgiu nos Estados Unidos nos anos de 1920. O ápice aconteceu entre 1950 e 1960 e o declínio veio na década seguinte, quando a televisão passou a ganhar maior relevância nos lares americanos. O próprio cinema tratou de registrar o fenômeno: de Lolita, passando por Grease até Vidas sem Rumo, diversas produções mostraram personagens que assistiam filmes dentro do filme. 

Na versão 2020, os drive-ins passaram de programa vintage à solução para o que vem sendo chamado de “novo normal”. Acompanhe alguns eventos que aconteceram nas últimas semanas e o que vem por aí, principalmente no Brasil. Afinal, o show tem que continuar.

Festival de cinema na Lituânia

Com boa parte dos voos cancelados, o aeroporto de Vilnius, capital da Lituânia, cedeu o estacionamento para sediar o Vilnius International Film Festival, o mais importante evento cinematográfico do país. Serão exibidos 19 filmes até o final de maio em uma tela que tem a altura de um prédio de cinco andares. A capacidade do lugar é para 220 carros de uma só vez. A Lituânia, junto com Estônia e Letônia, abriram recentemente as fronteiras, formando o primeiro corredor turístico da Europa.

Pancadão e casamento na Alemanha

Os cinemas drive-in estão funcionando desde o começo de abril na Alemanha. Essen, Dortmund e Marl são algumas das cidades que aderiram e boa parte das sessões tiveram ingressos esgotados. Além de exibir filmes, os drive-ins alemães estão sediando raves. A primeira foi organizada pelo dono de uma casa noturna em Schüttorf, ao norte do país, perto da fronteira com os Países Baixos. O espaço onde a festa aconteceu tinha capacidade para 250 carros. Aperte o play do vídeo abaixo e sinta o pancadão: 

Em Dusseldorf, além de filmes e de festas houve também casamento. O casal Janine e Philip Scholz não deixou a pandemia atrapalhar os planos e disseram “sim” para uma plateia que acompanhou a cerimônia dentro dos automóveis. Para que o protocolo anti-contaminação fosse seguido à risca, foi colocada uma divisória transparente entre o casal e o oficiante da celebração, cujas palavras puderam ser ouvidas através do rádio dos carros.

Cerimônia de casamento drive-in na Alemanha O “sim” de um casal em Dusseldorf foi em um drive-in com os convidados dentro dos carros

O “sim” de um casal em Dusseldorf foi em um drive-in com os convidados dentro dos carros (Fabian Strauch/picture alliance/Getty Images)

Show na Dinamarca

Um pouco mais ao norte na cidade de Aarhus, na Dinamarca, quem roubou a cena foi Mads Langer, autor de baladinhas românticas como You’re not Alone. O músico colocou os ingressos à venda seis dias antes da apresentação e conseguiu casa cheia. Foram 500 carros que mantiveram distância de 1,5 metro entre eles. Um diferencial foi a disponibilização de uma sala do Zoom, site de videochamadas onde o público interagia enquanto as cenas eram projetadas em um telão no fundo do palco. Após o sucesso dessa iniciativa, o artista anunciou mais espetáculos em maio e junho. Os ingressos estão à venda no site por 655 DKK (R$ 560).

Filmes, palestras e cultos no Brasil

Por aqui, o primeiro a fazer uma sessão durante a pandemia de coronavírus foi o Cine Drive-in, de Brasília. Enquanto muitos lugares estão sendo adaptados para exibições e eventos, o da capital federal é um drive-in raiz. Inaugurado em 1973, o lugar está tombado como patrimônio cultural. Ainda que comporte 400 veículos, a organização vende atualmente metade da capacidade. Os ingressos por pessoa custam R$ 30. Veja as regras abaixo:

Na Praia Grande, litoral de São Paulo, a Cinesystem e o Litoral Plaza Shopping se uniram para criar um cinema drive-in. O local abriu no dia 4 de maio com a exibição de Nasce uma Estrela e Maria e João: O Conto das Bruxas. O lugar comporta até 60 carros e a organização recomenda que apenas pessoas que vivam juntas ocupem um mesmo veículo. O ingresso, a R$ 15 por cabeça, pode ser comprado pelo site. Guloseimas podem ser solicitadas pelo WhatsApp.

Em São Paulo, o Allianz Parque anunciou que realizará o Arena Sessions, no estádio do Palmeiras, entre maio e junho, mas ainda sem data definida (a organização ainda depende de algumas licenças). Com capacidade para 300 carros, o local pretende receber palestras, shows e filmes. As sessões custarão entre R$ 95 e R$ 150, a depender do tipo de evento.

View this post on Instagram

Em um mundo cada vez mais conectado e sob demanda, é hora de inovar e reviver um grande sucesso dos anos 50&60, o 𝘥𝘳𝘪𝘷𝘦-𝘪𝘯! O Arena Sessions reunirá o melhor do cinema, shows e palestras para os espectadores que estarão dentro de seus veículos e, claro, dentro da arena! O evento, sob supervisão de todos os órgãos responsáveis e autoridades de saúde, virá em conjunto com o relaxamento do isolamento social. Telões, tela de LED de alta definição e serviço de alimentação exclusivo… O seu próximo destino na segurança do seu carro é o Allianz Parque! A programação completa, datas e compra de ingressos estarão disponíveis na próxima semana em www.allianzparque.com.br #AllianzParque #ArenaSessions

A post shared by Allianz Parque (@allianzparque) on

No Rio de Janeiro, a Jeunesse Arena anunciou o projeto Lovecine entre 28 de maio e 28 de junho. A programação ainda não está definida, mas além de filmes, a proposta é receber também shows e DJs. O espaço, na Barra da Tijuca, terá capacidade para 180 veículos e os ingressos custam R$ 90, compre aqui.

Em Cuiabá, o Sesc criou o CineSesc Drive-in, cinema ao ar livre que já recebe sessões. O local é o Sesc Arsenal e tem entrada gratuita (ingressos no site da Sympla). Cada ticket vale para um carro, que pode entrar levando até cinco pessoas. É obrigatório o uso de máscara.

Em outros lugares do país foram registrados cultos religiosos em drive-ins improvisados. Na mineira Cabo Verde, a uma hora de Poços de Caldas, a Igreja Presbiteriana Independente de São Bartolomeu realizou um culto para os ocupantes de cerca de 20 automóveis. No estado de São Paulo, a cidade de Itu foi palco da celebração da Igreja DNA, realizada no estacionamento do Ginásio Prudente de Moraes, que comporta até 180 veículos. 

Leia tudo sobre coronavírus

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s