Covid-19 em Madri: Prado, Reina Sofía e Thyssen fecham as portas

Não há previsão de reabertura. Madri é a cidade da Espanha mais afetada pela epidemia do coronavírus

O Ministério da Cultura e do Esporte da Espanha decidiu na tarde desta quarta-feira (11) que a partir de amanhã o Prado, o Reina Sofía e o Thyssen-Bornemisza, museus mais importantes da Espanha, estarão fechados e sem previsão de reabertura. Madri é a cidade da Espanha mais afetada pela epidemia do coronavírus.

Outro importante centro cultural que vem ganhando relevância nos últimos anos, a Tabacalera, também fechará as portas a partir de amanhã. Outros equipamentos culturais da cidade que também suspenderão as atividades são os museus Arqueológico Nacional, Nacional de Antropología, Cerralbo, Nacional de Artes Decorativas, de América, Nacional del Romanticismo, del Traje-Centro de Investigación del Patrimonio Etnológico e Sorolla.

O Museu do Prado fechou as portas em apenas três ocasiões: duas por greves de funcionários e uma terceira vez em 11 de março de 2004, um dia depois do ataque a bomba na estação de trem Atocha.

Leia tudo sobre o coronavírus

Leia tudo sobre a Espanha

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s