As últimas novidades sobre o coronavírus na Espanha

Governo anuncia novas medidas para tentar controlar a epidemia, que tem o seu principal foco em Madri

Desde que escrevi o último post sobre a situação do Covid-19 na Espanha, no dia 27 de fevereiro, o panorama se agravou. Das 18 pessoas infectadas de então, o país passou a contabilizar mais de 1600 casos confirmados, posicionando-se como o quarto mais afetado da Europa em número de doentes, depois de Itália, França e Alemanha. Ainda que todas as regiões tenham sido atingidas, o principal foco é Madri, onde 782 pessoas deram positivo no diagnóstico. Outros pontos para ficar de olho são País Basco (197), La Rioja (144), Catalunha (124), Andaluzia (72) e Comunidade Valenciana (65). Em Barcelona, onde vivo, já foram registrados 72 casos. Até o momento, 35 pessoas morreram – e 135 já se curaram! Todos os falecidos faziam parte dos grupos de risco: idosos ou pessoas com doenças pré-existentes. CLIQUE AQUI para ver o mapa completo do coronavírus na Espanha, feito pela TVE com base nos dados oficiais do Ministério da Saúde.

Veja também

Novas medidas

Diante do quadro, ontem a Espanha passou da fase de “contenção” para “contenção reforçada” e o governo acabou de anunciar novas medidas (enquanto escrevo este post, o ministro da saúde Salvador Illa está dando uma coletiva de imprensa). As principais são:

  • Escolas, creches, universidades e outros centros educativos permanecerão fechados por duas semanas em Madri e nas partes mais críticas do País Basco (Labastida e Vitoria) e La Rioja.
  • Nos mesmos lugares citados acima, estão proibidos eventos com mais de mil pessoas.
  • Os voos diretos de qualquer aeroporto da Itália para a Espanha serão suspensos da meia-noite de hoje até dia 25 de março.
  • Todos os jogos de futebol da Liga Espanhola, assim como qualquer evento esportivo amador ou profissional, acontecerão sem público.

Como  a situação interfere na vida dos viajantes?

Pelo menos por enquanto, as atrações turísticas de Madri, como seus grandes museus, estão funcionando normalmente. Também não há restrição de circulação pela cidade e o transporte público segue sem alterações, reforçando as medidas de desinfecção. A única rede hoteleira a cancelar reservas foi a Room Mate, que manterá as portas de suas unidades Alba, Oscar e Alicia fechadas por 15 dias a partir de amanhã, 11 de março. Há relatos de que o movimento nos supermercados tem aumentado, com gente que possivelmente está começando a estocar comida. Mas nada parecido com o que se vê na Austrália e outros países afetados pela epidemia de histeria coletiva.

Em Barcelona, as principais “baixas”, por enquanto, foram a suspensão do gigantesco Mobile World Congress, que teria acontecido no final de fevereiro, e o cancelamento da maratona, que rolaria no próximo fim de semana. De resto, é vida que segue com absoluta normalidade, com quase ninguém andando de máscara pelas ruas ou arrasando supermercados.

Tem mais alguma dúvida sobre o coronavírus na Espanha? Deixa a pergunta lá no meu Insta @drisetti que eu respondo!

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s