Corre! Ainda dá pra planejar a viagem do Réveillon!

Por Betina Neves 9 out 2014, 20h56

Nossa santa mania (que parece ser particularmente brasileira) de valorizar tanto a virada como a festa do ano, quando todos pulamos as sete ondinhas e recomeçamos novos em folha (aham). E outra, mais brasileira ainda: deixar pra planejar o negócio na última hora.

Eu costumo começar a pensar na viagem de Ano-Novo em julho, que é normalmente quando as passagens ainda não estão com preços tão exorbitantes e os hotéis ainda têm lugar. Mas esse post é para você, atrasadinho. O que fazer se outubro chegou, você ainda não viu nada, quer viajar e não está afeito à ideia de raspar toda a poupança?

Aqui vão algumas sugestões:

– Busque a rebarba dos pacotes

Muitas agências e operadoras de viagem já têm anunciados em seus sites os ÚLTIMOS pacotes para o Réveillon – elas costumam ter bloqueios em voos e hotéis nessa época, por isso conseguem preços melhores. Hoje mesmo chequei os pacotes da Multidestinos, que ainda tem opções para Cancún, Cuba e Punta Cana por cerca de US$ 2800 por pessoa. Barato, barato, não é, mas quem disse que é barato viajar nessa época, né? Tem várias outras opções nos sites da Intravel, da New Age, da Pomptur

– Procure passagens no Adioso.com e no Voopter.com.br

No Adioso.com você não precisa definir o destino da sua passagem. Por exemplo: você bota a saída da cidade de São Paulo e destino a Europa. Aí ele mostra o preço mínimo para voar nas datas escolhidas para diferentes cidades (Lisboa, Londres, Paris, Frankfurt, etc). Hoje, quando eu simulei a passagem para a Europa (indo dia 26/12 e voltando 2/1), o destino mais barato mostrado foi Madri, por R$ 3900. Aqui na América do Sul, o lugar mais barato era Lima, por R$ 1900.

Continua após a publicidade

O Voopter.com.br é até mais interessante quando se trata do fim do ano: você escolhe a cidade de saída e o destino e aí pode selecionar até 4 datas diferentes de ida e 4 de volta. Então coloquei no buscador saídas dias 24, 25, 26 e 27/12 e voltas dias 2, 3, 4 e 5/1. Aí achei uma passagem pra Madri por R$ 2 164, partindo dia 25 e voltando dia 2. Ou seja: é ótimo para quem tem uma folga mais flexível.

– Fique por perto

Procure um lugar que fique a uma distância “dirigível” (e aí saia em horários bem alternativos pra tentar driblar o trânsito), ou aguentável de ônibus, da cidade onde você mora. E aí tente: 1) Alugar uma casa: olhe no Airbnb e no Alugue Temporada; você pode procurar amigos e familiares para rachar com você. Casas mais simples (sem piscina e menores) podem ter preços bem em conta. E nem precisa de tanta gente, com 4 pessoas já dá pra achar opções. 2) Se for totalmente desapegado de conforto, fique num hostel. 3) Aproveite que você não vai gastar muito com deslocamento e invista numa hospedagem tradicional. Mas corra, porque os lugares estão acabando.

– Abra seu leque de destinos

As passagens (saindo de São Paulo) pra praticamente todas as capitais do Nordeste já estão mais de R$ 1500 (dando para baixar para uns R$ 1000 se você for tipo 25/12 e voltar 5/1). Se você mora no Nordeste, bom, sorte sua. Porque aí pode ser que você possa dirigir ou pegar um busão a um lindo cantinho ensolarado. Diferente de outros coitados aqui do Sul e do Sudeste que, como eu, tem que se contentar com o nosso litoral menos bonito e CHUVOSO.

Por essas e outras, é hora de: 1) pensar em ir ao exterior (olhando os pacotes e passagens nos sites que eu citei nos itens anteriores) e 2) abrir o mapa desse Brasilzão e procurar destinos menos “visados” nessa época. Você vai ver que mesmo nesses lugares muitas pousadas já estão cheias, mas algumas ainda têm lugar. E o preço não vai ser assustador. Que tal descansar em cidades de serra, por exemplo? Em Monte Verde, há hotéis com pacote de quatro diárias com café e ceia de Réveillon desde R$ 2000 para o casal. Ou quem sabe ir ao Rio Grande do Sul e conhecer o incrível Parque Nacional dos Aparados da Serra – achei hoje passagens pra Porto Alegre, saindo de São Paulo, por R$ 500 (ida dia 28/12 e volta dia 4/1). Não é seu Réveillon dos sonhos, provavelmente. Mas é a chance de viajar pra um lugar bacana, não ter que passar a noite de 31 de dezembro em casa vendo o Show da Virada e também não torrar a grana do ano todo.

 

Continua após a publicidade

Publicidade