Coronavírus: seguro viagem cobre o tratamento da doença?

Após o anúncio de pandemia, a maioria das seguradoras passaram a oferecer auxílio apenas até o diagnóstico; mas há empresas que cobrem o tratamento

O coronavírus atingiu praticamente o mundo inteiro, fazendo com que a Organização Mundial da Saúde decretasse situação de pandemia em relação ao Covid-19 na última quarta-feira (11). Antes mesmo disso, governos de alguns países colocaram regiões ou nações inteiras em quarentena, companhias aéreas suspenderam rotas com destinos a lugares infectados e muitos viajantes foram em busca de cancelar suas viagens.

Para quem já está viajando ou pretende viajar para o exterior mesmo com a disseminação da doença, uma dúvida frequente é se o seguro viagem irá cobrir gastos de saúde caso o turista seja diagnosticado com coronavírus. 

Até ser declarada a pandemia, as operadoras de seguro cobriam o primeiro atendimento, o diagnóstico e o tratamento, ou seja, todas as etapas da enfermidade. Porém, após o anúncio de pandemia emitido pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a maioria das seguradoras recuou. As empresas têm em comum em seus contratos uma cláusula que as isenta de auxílio em casos de surtos, epidemias ou pandemias e isso fez com que as empresas passassem a prestar auxílio ao segurados apenas até o diagnóstico. Uma vez confirmado o Covid-19, o viajante passaria aos cuidados do sistema de saúde local e o seguro não cobriria mais nada. 

A Real Seguro Viagem, site comparador que reúne 10 empresas do ramo de seguro viagem, afirmou através de seu sócio, Rafael Cardoso da Silva, que apenas a Assist Card cobrirá os custos dos pacientes que forem diagnosticados com o Covid-19. As seguintes seguradoras não cobrem o tratamento: Affinity, April Brasil, Global Travel Assistance, Vital Card, Travel Care, Assist-Med, ITA e Intermac. Já a Travel Ace, através da sua assessoria de comunicação, disse que a cobertura dos custos varia de caso a caso. “Solicitamos que o segurado entre em contato conosco e analisaremos cada caso particularmente de acordo com o protocolo de cada país”, informou.

A seguradora Ciclic foi a mais explícita sobre a assistência: “todas as despesas médicas estarão 100% garantidas, mesmo após a confirmação da contaminação pelo vírus, limitadas as (sic) coberturas contratadas e respeitando protocolo em casa país”. A Allianz Travel disse que, se confirmada a presença do Covid-19, “seguirá os protocolos estabelecidos pelas autoridades de saúde e cumprirá com as cláusulas previstas nas Condições Gerais”.

Vale lembrar que mesmo prestando assistência, as empresas podem se limitar aos itens que constarem na cobertura contratada, por isso é fundamental ler os contratos antes de aderir a um plano e questionar qualquer eventual ambiguidade contida no documento.

E se o viajante quiser cancelar a viagem e o seguro? 

A política de cancelamento do seguro para viagens em caso de infecção pelo vírus ou prevenção é distinta entre as operadoras. Caso esteja nesta situação, cheque diretamente com a empresa antes de contratá-la.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s