Coelho gigante morre durante voo da Inglaterra para os EUA

A morte do coelho gerou mais uma polêmica para companhia aérea United Airlines, que teve sua imagem seriamente arranhada recentemente

Por Marcel Vincenti Atualizado em 27 abr 2017, 17h48 - Publicado em 27 abr 2017, 17h28

Um coelho gigante com mais de 90 centímetros de comprimento morreu nesta semana ao ser transportado em um voo da United Airlines entre a Inglaterra e os Estados Unidos.

Batizado de Simon, o animal seria entregue a um comprador em território norte-americano, que iria adotá-lo como mascote. Ainda sem motivo definido, a morte ocorreu no terminal de cargas do aeroporto de Chicago, durante a espera por um voo de conexão para outra cidade estadunidense.

Simon era o filhote de Darius, um coelho de 1,29 metro de comprimento que, atualmente, é considerado pelo Guinness como o maior do mundo. Segundo a britânica Annette Edwards, que o criou e realizou sua venda para os Estados Unidos, o animal, que tinha apenas dez meses de idade, havia passado por diversos exames veterinários antes do voo e estava saudável.

O incidente gerou mais uma polêmica para United Airlines, que teve sua imagem seriamente arranhada após um passageiro ser arrastado à força para fora de um seus aviões, que estava superlotado. Em um comunicado à imprensa, a companhia aérea se disse “entristecida” pela notícia da morte do coelho e disse que está investigando as causas deste acontecimento.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade