Voo de repatriação de brasileiros retidos na Ásia está confirmado

A aeronave com cerca de 360 passageiros deve chegar em Guarulhos na quarta-feira (22). Brasileiros embarcarão na Indonésia, na Tailândia e no Vietnã

O voo de repatriação trazendo cerca de 360 brasileiros do Sudeste Asiático, e que havia sido cancelado na última quinta-feira (16), já tem data para acontecer. O voo partirá de Hanói (Vietnã) amanhã, 21, às 17h55 (horário local), e na sequência fará paradas em Bangkok (Tailândia) e em Medan (Indonésia) para o embarque de brasileiros. A aeronave também fará escala técnica em Amsterdã para reabastecimento. A previsão de chegada em Guarulhos é na quarta-feira (22), 18h10, horário de Brasília.

O voo estava planejado para pousar em Guarulhos às 0h45 do último sábado (18), mas foi cancelado depois que o governo do Qatar proibiu que a aeronave fizesse uma escala técnica no país. “Infelizmente o governo do Qatar, apesar dos pedidos do governo brasileiro de que se trata de um voo humanitário de repatriação, negou-se, sem maiores explicações, a conceder autorização de sobrevoo e pouso em Doha”, disse a mensagem de Whatsapp da embaixada brasileira enviada aos passageiros que embarcariam.

O pesquisador Diego Gazola, que subiria no voo em Bangkok, disse à VT que pode ter havido uma questão diplomática entre o Brasil e o Qatar: “a maior parte dos voos de repatriação pelo mundo está sendo feito pela Qatar Airways, mas pelo Brasil ter escolhido a Garuda, uma companhia aérea da Indonésia, creio que tenha acontecido algum boicote”, disse ele. Funcionários diplomáticos do Brasil prestaram auxílio para quem precisou ficar alguns dias a mais em hotéis.

Presos no Sudeste Asiático

Planos interrompidos, falta de dinheiro e dificuldades de conseguir um local para dormir foram alguns dos percalços relatados por brasileiros que estão isolados no Sudeste Asiático. O fechamento de fronteiras para tentar conter a pandemia do novo coronavírus deixou centenas de pessoas de mãos atadas. A notícia de que um voo de repatriação aconteceria na quinta-feria (16) trouxe alívio para muita gente.

“A embaixada tem sido bem ativa e eficiente. Montaram um grupo no WhatsApp e deram apoio para quem precisa se deslocar até Hanoi. Também providenciaram documentos oficiais para serem apresentados às autoridades vietnamitas”, relatou o paulistano Matheus Temporini, que estava em Da Nang e agora aguarda notícias de uma nova data de retorno em um hotel de Hanoi.

Com voos cancelados e sem possibilidade de remarcação, brasileiros tentavam recorrer a alguns poucos voos que ainda partiam da Tailândia e da Indonésia, mas tinham preços exorbitantes, entre 10 e 11 mil reais. Por conta disso, uma das únicas alternativas foi recorrer às embaixadas brasileiras no exterior em busca de ajuda financeira e a solicitação de um voo de repatriação, medida tomada pelo Itamaraty em outras regiões do mundo como no Peru e nas Filipinas.

Há brasileiros, no entanto, que seguirão a quarentena forçada na Ásia. Alguns seguem isolados no Laos e no Camboja e acabaram ficando de fora do planejamento para o voo que deverá ser realizado nos próximos dias. Para conseguir um lugar na aeronave, foi necessário preencher um formulário e entrar em contato com a embaixada do Brasil, sinalizando a vontade de repatriação.

 Saiba tudo sobre o coronavírus

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s