Brasil fecha fronteiras e restringe entrada de estrangeiros

Quase todas as fronteiras terrestres foram fechadas e algumas nacionalidades estão proibidas de entrar no Brasil por voos internacionais

Por Bárbara Ligero 20 mar 2020, 15h10

Hoje (20), o governo federal restringiu a entrada de estrangeiros por voos internacionais. A medida, que visa frear a pandemia de coronavírus, terá prazo de 30 dias e entra em vigor em 23 de março. Não poderão entrar no Brasil estrangeiros vindos da China, da Islândia, da Noruega, da Suíça, do Reino Unido, da Irlanda do Norte, da Austrália, do Japão, da Malásia, da Coréia do Sul e todos os países-membros da União Europeia.

Ao deixar o Palácio da Alvorada, em Brasília, na manhã de hoje, o presidente Jair Bolsonaro foi questionado sobre o motivo da portaria não incluir também os estrangeiros vindos dos Estados Unidos, país que tem 7 087 casos confirmados de coronavírus, sendo 3 551 novos.

Em resposta, ele disse: “os Estados Unidos estão numa situação semelhante à nossa, não é privilegiar esse ou aquele país. Não há, no meu entender, esse aumento que está sendo falado por aí. Nós precisamos de algum contato de fora também e as próprias empresas aéreas estão parando“.

A regra também não se aplica a cidadãos brasileiros natos ou naturalizados, imigrantes que já tinham autorização de residência definitiva, estrangeiros que vão se reunir com algum familiar brasileiro, profissionais a serviço de órgãos internacionais, cargas e funcionários estrangeiros autorizados pelo governo brasileiro.

Continua após a publicidade

Diversos outros países do mundo já haviam fechado completamente ou parcialmente sua fronteira para países estrangeiros. Veja a lista completa aqui.

Fronteiras terrestres

Ontem (19), o governo federal já tinha publicado uma portaria que determinava o fechamento das fronteiras do Brasil com quase todos os seus países vizinhos da América do Sul. A medida deve durar 15 dias e começou a valer na própria quinta-feira.

A nova determinação vale para Argentina, Bolívia, Colômbia, Guiana, Guiana Francesa, Paraguai, Peru e Venezuela. O Ministério da Justiça informou que o fechamento da fronteira com o Uruguai ainda está sendo negociado.

Nesse caso, só serão autorizados a cruzar as fronteiras fechadas brasileiros, imigrantes que já tinham autorização de residência definitiva, agentes de ações humanitárias, cargas e funcionários estrangeiros autorizados pelo governo brasileiro.

Leia tudo sobre coronavírus

Continua após a publicidade

Publicidade