Bahia institui toque de recolher em mais de 300 cidades

A medida também vale para Salvador e terá duração de 7 dias; lockdown não está descartado

O aumento na ocupação de leitos de UTI na Bahia, que atualmente está em 74%, fez o governador Rui Costa (PT) decretar toque de recolher a partir de sexta-feira (19) em 343 dos 417 municípios baianos, inclusive Salvador. A medida terá validade de sete dias, entre 22h e 5h.

De acordo com o decreto publicado nesta quarta-feira (17), serão tolerados deslocamentos até hospitais e farmácias ou situações em que fique comprovada a urgência. As restrições do toque de recolher não se aplicam a servidores, funcionários e colaboradores que atuem em unidades de saúde e de segurança, públicas ou privadas. Em caso de descumprimento, a polícia poderá autuar pessoas e estabelecimentos comerciais por crime contra a saúde e a ordem pública.

“O objetivo é evitar aquelas aglomerações na madrugada que geram muita contaminação porque em geral estão associadas a bebidas alcoólicas”, declarou o governador, que também comentou que a revogação ou ampliação da medida vai depender dos números de casos ativos nos próximos dias.

“Se ao longo desses sete dias a situação se agravar ainda mais, nós podemos ampliar o horário do toque de recolher. Em vez de 22h, pode ser às 20h, pode ser às 18h. Se a situação degradar muito rapidamente aí nós iremos para medidas mais drásticas, como a Alemanha adotou, que é o fechamento de tudo, que ficou conhecido como lockdown”, afirmou Rui Costa. O número de casos ativos de Covid-19 no Estado da Bahia passa de 15 mil e mais 10 mil pessoas já morreram em razão da doença até o momento.

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.