Pais optaram por viajar separados dos filhos em avião: foi um auê

"Deixar que crianças voem em classe superior é mimá-las demais", argumentou apresentadora da TV britânica envolvida em polêmica

A apresentadora de TV britânica Kirstie Allsopp, mãe de dois meninos, foi alvo de polêmica, ainda que involuntária, ao admitir para o jornal The Sun que costuma viajar com o marido na classe Premium Economy enquanto os filhos voam na econômica.

Kirstie contou ao jornal que comprar passagens para os filhos de 10 e 12 anos em classe superior seria um desperdício de dinheiro e que prefere gastar esse dinheiro na viagem em si do que nos voos. Ela também defende que colocar as crianças na Premium Economy é mimá-las demais e acostumá-las a um tratamento que elas não fizeram por merecer. “Voar em classe superior é uma recompensa para quem trabalha duro”, disse ela.

Kirstie Allsopp e filhos Os filhos de Kirstie – Bay e Oscar -, então com 12 e 10 anos, respectivamente

Os filhos de Kirstie – Bay e Oscar -, então com 12 e 10 anos, respectivamente (@kirstiemallsopp / Instagram/Reprodução)

No Twitter, a apresentadora recebeu uma saraivada de críticas e acusaram-na de ser negligente com os rebentos. “Se você sai de férias com a sua família, então você voa com a sua família. Não há desculpas”, disse uma palpiteira. “Você pode justificar o quanto quiser, mas eu nunca vou entender. Você tem filhos, você cuida deles”, criticou outra.

Alguns tuítes levantaram a bola se a melhor maneira de não mimar os filhos seria a família inteira voar de classe econômica. Uma comissária apontou: “É injusto com os comissários e passageiros, que ficam de babás”.

Kirstie se defendeu explicando que sempre se apresenta para os comissários e pede para eles a alertarem caso haja qualquer problema, que os filhos já eram grandes o suficiente para viajarem separados dos pais e que não precisavam de cuidados durante o voo, já que estariam sentados em um avião vendo filmes.

Vários internautas saíram em defesa da apresentadora. “Não é como se as crianças tivessem 2 e 4 anos. Eles são perfeitamente capazes de se sentarem quietinhos e se distraírem nessa idade,” apontou uma mulher. “Com 10 e 12 anos, eles são capazes de se comportarem durante o voo. Um pouco de independência é uma coisa boa”, comentou outra.

Em outro tuíte, Kirstie lembrou ainda que “as pessoas criam seus filhos de maneiras diferentes”. Para ela, “deixar crianças de 10 anos de idade terem contas nas redes sociais é muito mais arriscado do que qualquer coisa que poderia acontecer em um avião”.

Em 2017, o chef Gordon Ramsay também foi criticado por afirmar que seus quatro filhos viajam na classe econômica enquanto ele e a mulher voam na primeira classe e que nenhum deles receberia herança. Na ocasião, ele se justificou dizendo que era uma escolha dele e de sua esposa “discipliná-los e torná-los pessoas conscientes, que não mudam de atitude por causa do dinheiro”.

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.