A viagem de Ciça

Santiago do Chile é o melhor destino baby-friendly do mundo. Pelo menos para os pais que gostam de vinho

Por Miguel Icassatti Atualizado em 3 Aug 2017, 20h53 - Publicado em 28 Dec 2012, 15h27

Fila de carrinhos de bebê no elevador do metrô, vovôs e pimpolhos andando de mãos dadas, casais amassando frutas para seus filhotes durante o café da manhã no hotel.

Pode ser que o olhar de um neopai, como é o meu caso, esteja viciado nesse universo de carrinhos, fraldas e pomadas. Mas acabo de voltar de Santiago do Chile com minha mulher e nossa filha Maria Cecília, de 5 meses, com a convicção de que esse pedaço do Chile está se tornando um destino ótimo para viagens em família.

Nossa escolha não foi casual. Achamos que quatro horas de voo seriam o limite para nossa filhota, que, afinal, ainda mama. Além disso, já conhecíamos Santiago e havíamos gostado da cidade, que é plana e organizada.

É claro que, desta vez, foi mais light. Meu conselho: programar apenas uma atividade por dia. O que vier a mais é lucro. Bebês podem ser bons companheiros, mas dormem, acordam, choram, fazem número 1 e número 2 várias vezes ao dia e cansam. Aliás, quando se viaja com um bebê é bom que o hotel seja bem localizado e que tenha boa infra, com academia, restaurante e piscina. Ah, e um bom banheiro no quarto.

Nossa base foi a moderna região de Las Condes. O hotel escolhido, o Plaza El Bosque Park (plazaelbosque.cl), estava a um quarteirão da Avenida Isidora Goyenechea, onde ficam bons restaurantes, belos casarões e arranha-céus. A cerca de 15 minutos dali, em vitacura, está o Parque Bicentenário, um espaço espremido que margeia o Rio Mapocho, com gramados bem-cuidados, pouca sombra, mas que nos fins de semana coloca à disposição espreguiçadeiras e guarda-sóis.

Três endereços em Las Condes são imperdíveis: 1) a Praça Peru, que tem um parquinho para a criançada; 2) em frente, no térreo do hotel W, o El Mundo del Vino (elmundodelvino.cl), megaloja especializada em rótulos chilenos, mas que também vende vinhos produzidos em outros países; e 3) o restaurante Happening (happening.cl), especializado em carnes. É uma filial de uma casa argentina que até faz lembrar o Rubaiyat, de São Paulo. Enquanto Camila e eu dividíamos um assado de tira, Ciça engatou uma sonequinha. Viajar cansa, né, filha?

→ *Miguel Icassatti, autor da coluna Boteclando da VT, já visualizou Ciça brincando na Praça Peru

Continua após a publicidade

Leia mais:

Check-in ##– Veja outras reportagens da edição de JANEIRO de 2013 da VT

 

Conversa de botequim

 

Enxoval de bebê nos Estados Unidos: vale a pena?

 

Continua após a publicidade
Publicidade