A melhor rua de Los Angeles não é o calçadão da Venice Beach

Venice Beach, uma das regiões mais famosas de Los Angeles, pode ser decepcionante se você não souber aonde ir

Venice Beach, uma das praias mais famosas dos Estados Unidos, pode ser uma grande decepção. O lugar é cheio de mítica: ali surgiram o The Doors e o Jane’s Addiction, além do skate moderno com os Z-Boys e o movimento halterofilista liderado por Arnold Schwarzenegger. Mas hoje Venice Beach é uma farofada de vendedores hippies, artistas de rua, lojas de camisetas e muitos sem-teto. Claro, as palmeiras cinematográficas continuam lá, o calçadão é bacana para andar de bicicleta, e a areia é limpa. Mas, no geral, o passeio termina com gosto de cilada (sem contar que a água é fria mesmo no verão e cheia de algas).

Acontece que muitos visitam a praia sem saber que, a dez minutos de caminhada a partir do calçadão, está a rua mais cool dos Estados Unidos, e comprovado pela presença dos hipsters mais descolados (e gatos) da Califórnia. Anote: Abbot Kinney Boulevard. Ela é composta de seis quarteirões repletos de lojas, restaurantes e bares estilosos.

+ 5 dicas de passeios para curtir ainda mais Los Angeles

Recentemente, com a ida do escritório do Google (eles ficam no prédio em formato de binóculo na 340 Main Street) e de outras empresas de tecnologia, Venice ficou ainda mais hype. Muita gente já começou a reclamar dos aluguéis que subiram, e algumas lojas já se mandaram dali para lugares mais em conta.

Aqui você não vai encontrar Gap ou Victoria¿s Secret. Tudo tem cara de butique, como nas dos chapéus vintage da Westbrook Maker e na papelaria sofisticada Urbanic Paper. Há lojas para bebês, como a Kid Firefly, e para cachorros, como a The Modern Dog. Dá para começar o dia no Another Kind of Sunrise, uma banquinha só de cereais orgânicos, e almoçar no bistrô Gjelina. Para encerrar o dia, e talvez cruzar com surfistas bronzeados, vale uma parada para uma cerveja no bar tradicional The Brig.

Fernanda Ezabella acha que Venice continua hype, mas sem beach

Fernanda Ezabella acha que Venice continua hype, mas sem beach (foto: arquivo pessoal)

Texto publicado na edição 226 da revista Viagem e Turismo (agosto/2014)

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s