7 motivos para incluir o bairro da Graça no seu roteiro em Lisboa

Por Guilherme Tosetto e Maria Ribeiro 21 set 2015, 09h18

1. Miradouro da Senhora do Monte

Este mirante merecia um post só para ele. Tem um dos visuais mais privilegiados da cidade. Na pracinha que rodeia a igreja há alguns banquinhos bastante convidativos.

2. Botequim

O bar original foi fundado na década de 60 e era frequentado por artistas e intelectuais de Lisboa. Hoje tem uma decoração antiga e, além do vinho e da cerveja, tem uma cozinha que serve pratos e petiscos.

3. O Pitéu da Graça

O restaurante é um clássico de Lisboa, serve ótima comida a preço justo. Um dos pratos mais conhecidos é o Bacalhau a Pitéu, uma posta do peixe coberto por cebola e azeitona, acompanhado de salada e batata frita.

O salão do Pitéu da Graça (Foto: Ora, Pois!)

O salão do clássico Pitéu da Graça (Foto: Ora, Pois!)

 4. Tasca do Jaime

O pequeno restaurante em frente a uma parada do elétrico 28 tem apresentações de Fado à tarde e só abre aos sábados, domingos e feriados. Vale e pena reservar.

Continua após a publicidade

5. Damas

No lugar de uma antiga padaria foi aberto este bar com mesas grandes e música para dançar nas sextas e sábados. O cardápio fica escrito na parede e a pista de dança, na antiga cozinha com fornos da padaria.

6. Jardim da Cerca da Graça

O jardim foi reinaugurado a alguns meses atrás e fica ao pé da Igreja da Graça. Existe um acesso também pelo bairro da Mouraria. Ali há um grande gramado, um quiosque e mesas para piquenique.

 

 7. Miradouro da Graça

Ao lado do Miradouro da Nossa Senhora do Monte fica a Igreja da Graça e este mirante com quiosque e mesas ao ar livre com vista para a cidade. Perfeito para apreciar o lindo pôr do sol de Lisboa.

O por do sol visto do Mirante da Graça (Foto: Ora, Pois!)

O pôr do sol visto do Mirante da Graça (Foto: Ora, Pois!)

Siga no Instagram @guitosetto @mariapiacenco

Continua após a publicidade
Publicidade