5 destinos de viagem para vovôs e vovós (com pacotes!)

Muito se engana quem pensa que a terceira idade é pra ficar tricotando no sofá ou jogando xadrez na praça! Tem muito velhinho e velhinha aventureiro por esse mundão e eles estão mais do que certos: viajar é uma delícia em qualquer faixa etária.

Então, seja você um sessentão despojado procurando seu próximo destino ou um jovem que quer incluir os pais ou avós na próxima trip, esse post é pra você :) Confira abaixo 5 destinos incríveis e mais do que aptos a receber a galera da terceira – com sugestões de pacotes para você comprar e já pôr o pé na estrada! Mais sugestões e um guia completo para velhinhos viajantes você encontra na Viagem e Turismo de novembro, que já está nas bancas 😉 Não vai perder!

  • San Francisco

SanFran é a joia descolada da coroa californiana: tem ares cosmopolitas, com influências da forte imigração asiática, e é o berço da contracultura norteamericana. Mas sem perder a ternura, jamais. O casario vitoriano, a icônica Golden Gate, os bons museus como o Exploratorium, a região do porto, onde meigos leões-marinhos se amontoam sob o sol. Para vencer as intermináveis ladeiras da cidade, há bondinhos e um eficaz sistema de ônibus mas pode ser mais confortável optar por pacotes com traslados. E os arredores também não desapontam: dá para conhecer em esquema de bate-volta a histórica prisão da Ilha de Alcatraz, a charmosa Carmel, espécie de Gramado californiana, a quase-mexicana Monterey, que abriga um dos aquários mais visitados do mundo.

Pacotes: A New Age tem um extensivo roteiro pela Califórnia e o Oeste americano de ônibus, com guia brasileiro. São 10 noites passando por SanFran, Modesto, Bakersfield, Las Vegas, Kanab, Grand Canyon, Laughlin e Hawthorne. Com passeios e traslados, custa desde US$ 1 772 (sem aéreo). A Nascimento tem cinco noites entre SanFran, Santa Maria e LA, com traslados, a partir de US$ 1 256 (sem aéreo).

  • Nova York

À primeira vista, pode parecer que a metrópole não é acolhedora aos seus visitantes da terceira idade. Ledo engano: apesar do agito e da correria nova-iorquinas, as mil e uma atrações da cidade que nunca dorme fazem dela um baita destino para velhinhos apreciadores de arte e boa gastronomia. Não pode faltar no roteiro um dia pelo imenso The Metropolitan Museum of Art. Para não se deixar abater pelo cansaço, melhor se ater às áreas com obras que te interessam mais e planejar paradas regulares nos agradáveis cafés do museu para descansar. Uma caminhada pelo Central Park e comprinhas na Times Square também são rolês obrigatórios para a primeira visita. Se for viajar sem guia, compensa fazer um city-tour em ônibus double-decker no primeiro dia de viagem, para se localizar e decidir quais atrações valem uma visita mais calma. A maior empresa do ramo é a Gray Line, que tem tours desde US$ 54. Alguns dias antes da viagem, reserve os jantares com antecedência pelo site OpenTable para não amargar longas filas em pé – ou, pior, correr o risco de ficar sem mesa e acabar no fast-food. Se for a primeira visita à Big Apple é prático se hospedar em Midtown, que concentra as atrações mais populares e tem boa oferta de táxis.

O visual incrível do pôr-do-sol clicado do alto do Top of the Rock (Imagem: Patrícia Figueiredo)

O visual incrível do
pôr-do-sol clicado do alto do Top of the Rock (Imagem: Patrícia Figueiredo)

Pacotes: A Soft Travel tem cinco noites no hotel Broadway Plaza com tour de compras no outlet Woodbury Common e seguro viagem. Sem traslados, custa R$ 3 825. Com a Visual há quatro noites no Skyline Hotel com city-tour, traslados e assistência no aeroporto de Cumbica desde US$ 1 494.

  • Bonito

Hors-concours em matéria de ecoturismo, Bonito alia preservação e conforto. Por ali, ninguém precisa passar perrengue para se aventurar. Todos os passeios devem ser reservados com antecedência em agências da cidade e muitos deles envolvem pouco esforço físico. As flutuações mais longas, cansativas, talvez fiquem de fora dos roteiros dos mais velhos. Os mais ativos até conseguem acompanhar a Flutuação do Aquário Natural, mais curtinha, com apenas 600 metros. Outras atrações old-friendly são o Buraco das Araras, onde há incontáveis ninhos de araras-vermelhas, o Balneário Municipal, que tem cachoeiras e piscinas naturais, e a Gruta de São Miguel, acessível por uma trilha leve.

pantanal

As cores do Pantanal não se limitam à fauna e à flora (Imagem: Anna Laura Wolff)

Pacotes: A Pisa Trekking tem três noites em Bonito e uma em Campo Grande, com passeios para o Buraco das Araras e Gruta de São Miguel, por R$ 1 971.

  • Santiago

A ascendente capital chilena é praticamente um retrato da estabilidade econômica que o país vive. Arranha-céus modernosos compõem o skyline enquanto lá embaixo predominam calçadas largas e ruas limpas como pouco se vê em terras latinoamericanas. Bem plana, a cidade é boa para ser percorrida a pé ou com ajuda do eficiente metrô. Não dá pra deixar de fora do roteiro o Cerro San Cristóbal, acessível de funicular, que tem as melhores vistas da Cordilheira dos Andes abraçando a metrópole. La Chascona, casa onde Neruda viveu, é hoje um dos museus mais interessantes da cidade, embora seja cheia de escadas e não tenha muita área para descansar. Apreciadores de vinho vão gostar dos passeios de um dia para as vinícolas dos arredores, que podem ser direto com as produtoras, como a Concha y Toro  e a Undurraga. A hotelaria da cidade é bem business. Um dos poucos hotéis charmosos é o The Aubrey, na região de Bella Vista, que tem boa gastronomia e é conveniente para caminhadas pelo Centro.

14191036800_a96e551729_z

A indefectível Cordilheira dos Andes emoldura o skyline da capital chilena (Imagem: flickr.com/armandolobos)

Pacotes: A TAM Viagens tem cinco noites no Hotel Fundador por R$ 1 921. Na Intravel o pacote de quatro noites no quatro-estrelas Atton Las Condes inclui todos os jantares e visita à vinícola Undurraga por US$ 2 609.

  • África do Sul

O país é o destino mais prático para quem quer fazer safári sem perrengue, já que é acessível com voos diretos da South African Airways para Johanesburgo. Os pacotes das operadoras geralmente combinam algumas noites na cidade com pernoites na savana. Além do voo direto, a África do Sul tem a melhor estrutura tanto nos parques nacionais, caso do famoso Kruger Park, como em reservas privadas, onde o contato com os animais é ainda mais próximo.

africa do sul

Os game drives na África do Sul são para aventureiros de todas as idades. (Imagem: Divulgação)

Pacotes: A Queensberry tem pacote para o país com três noites na Cidade do Cabo, duas em Johanesburgo, duas em Sun City, um megacomplexo de resorts, e duas no Parque Nacional Pilanesberg, onde rolam os sáfaris. O grupo é acompanhado por guia brasileiro todo o tempo e se hospeda em hotéis luxuosos. Valores sob consulta.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s