Continua após publicidade

5 dúvidas respondidas sobre viajar de avião com crianças

Bebês recém-nascidos podem viajar? E crianças desacompanhadas? Crianças de colo pagam passagem? Posso levar carrinho de bebê na cabine? Saiba tudo a seguir

Por Malu Jansen
4 jul 2024, 16h00

Viajar com bebês, crianças e adolescentes exige atenção redobrada com documentação e procedimentos de embarque, garantindo assim a segurança dos pequenos durante toda a viagem. Não prestar atenção em algumas regras na hora do planejamento pode arruinar as férias, já que pode impedir que as crianças embarquem. 

Por isso, respondemos algumas perguntas importantes que podem surgir ao planejar o passeio nas férias de julho. Confira: 

1. Recém-nascidos podem viajar de avião?

Se você vai viajar com bebês recém-nascidos com menos de sete dias de vida é preciso apresentar um atestado médico. Vale ressaltar que levar bebês tão pequenos a bordo não é recomendado – mas caso seja absolutamente necessário, é preciso preencher o atestado médico MEDIF. Acesse os formulários da Latam e Azul – também fique atento ao prazo dos documentos. A Gol não permite viagens para bebês com menos de sete dias. 

2. Quais são os documentos exigidos para crianças? 

Para voos nacionais, é preciso apresentar certidão de nascimento ou documento de identidade original com foto para crianças menores de 12 anos de idade. Passageiros com mais de 12 anos devem apresentar, necessariamente, um documento de identificação válido com foto. 

Continua após a publicidade

Para voos internacionais, é preciso apresentar um passaporte válido, ou apenas o documento de identificação com foto recente para países que não exigem o passaporte – veja a lista aqui

3. Crianças podem viajar desacompanhadas? 

Em voos domésticos, todos os bebês e crianças de até 8 anos de idade devem estar acompanhados pelo pai, mãe ou responsável legal, parente de até terceiro grau comprovado por meio de documento de identificação ou um adulto que tenha sido autorizado pelo responsável a viajar com o menor (por meio de autorização autenticada em cartório). 

Crianças entre 8 e 11 anos podem viajar sozinhas somente se os pais contratarem o serviço de Menor Desacompanhado, que garante que a criança estará sendo assistida na sala de embarque e desembarque. Durante o voo, ela estará sob responsabilidade do chefe de cabine. Além de contratar o serviço, os responsáveis também devem apresentar autorização. 

Continua após a publicidade

O serviço deve ser adquirido antes da viagem ou durante o check-in – programe-se com antecedência, já que o preço pode aumentar durante o check-in. Veja as tarifas das companhias aéreas: 

Latam: R$ 149

Gol: R$ 200 antes do check-in; R$ 250 durante o check-in.

Continua após a publicidade

Azul: R$ 250

adolescentes de 12 a 15 anos podem viajar desacompanhados, mediante autorização judicial ou autorização extrajudicial por escrito do pai, mãe ou responsável autenticada em cartório.

Os pais também devem preencher a Autorização Eletrônica de Viagem (AEV) e apresentá-la no momento do embarque do filho, junto aos demais documentos. Para essa faixa etária, também é possível contratar o serviço de Menor Desacompanhado de forma opcional. 

Continua após a publicidade

No caso de voos internacionais, todos os passageiros menores de 18 anos devem estar acompanhados. Caso viaje sem os pais ou responsáveis, mas acompanhado de outro adulto, deve ser apresentada uma autorização autenticada em cartório.

4. Bebês de colo pagam a passagem?

No caso de voos domésticos da Gol e da Azul, crianças de até dois anos não pagam tarifa em voos nacionais, e vão acomodadas no colo dos responsáveis. Já nos voos domésticos da Latam, bebês de até um ano não pagam, exceto se o responsável opte por adquirir um assento – o que exige o uso de uma cadeira certificada Child Restraint System (CRS) ou Child Aviation Restraint System (CARES). 

Também vale lembrar que cada criança de colo deve estar acompanhada de um adulto – não é permitido, por exemplo, que uma pessoa leve dois bebês. Portanto, cada um dos pais será responsável por segurar uma das crianças durante o voo. 

Continua após a publicidade

Já em voos internacionais, o valor cobrado é de 10% da passagem de um adulto nas três companhias aéreas, com as mesmas restrições de idade: até dois anos para Gol e Azul e um ano para a Latam. 

Além disso, todos os adultos que estiverem viajando com bebês de colo de até dois anos, em qualquer companhia aérea, têm direito a embarque prioritário, na fila de prioridades por lei. 

5. Posso levar o carrinho de bebê na cabine ou preciso despachar? 

Assim como qualquer outro item que será levado a bordo, itens como bebê conforto e carrinho devem atender às medidas máximas permitidas pelas companhias aéreas, que é de 55 x 35 x 25 cm (altura, comprimento e largura). Se o item não couber, é possível entrar com ele na sala de embarque, mas na porta do avião ele será despachado sem custo. 

Para dúvidas adicionais, consulte o site da companhia aérea da sua viagem – veja detalhes importantes para viajar com crianças na Latam, Gol e Azul.

Leia mais de Manual do Viajante

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade