Vale a pena se hospedar em um resort all inclusive?

Resort na ponta do lápis: descubra quando é vantajoso reservar uma hospedagem com tudo incluso na diária

Quem não quer fugir da rotina por uma semana para recuperar o equilíbrio? Se for em um lugar paradisíaco, com os pés na areia e a merecida mordomia, melhor ainda. Isso é possível para quem se hospeda em um resort – é garantia de dias sem estresse. No sistema all inclusive, o hóspede tem programação completa, todas as refeições, atendimento personalizado e serviços diferenciados incluídos na diária. Diferentemente de um hotel comum, que foca apenas a hospedagem.

E engana-se quem pensa que só é possível encontrar resorts all inclusive fora do país: o Brasil tem tudo para receber bem. A começar por belas paisagens, ótimos serviços e a vantagem de não depender do custo extra de uma passagem aérea internacional. Um dos resorts brasileiros mais conhecidos é o Costão do Santinho, em Florianópolis, que possui estrutura completa para entreter pessoas de todas as idades.

Na ponta do lápis

Se você pretende aproveitar a sua viagem no próprio resort, o all inclusive é uma boa pedida para economizar. Isso porque o valor da diária inclui pensão completa – muitas vezes, em diferentes restaurantes dentro do complexo –, com bebidas alcoólicas e não alcoólicas à vontade, na hora em que quiser. No Costão do Santinho, também estão dentro do pacote atividades de recreação, entretenimento noturno, Museu Arqueológico e toda a estrutura do resort.

Museu dentro da área do Costão do Santinho reúne acervo de arte rupestre local que data de 5 000 anos

Museu dentro da área do Costão do Santinho reúne acervo de arte rupestre local que data de 5 000 anos (Costão do Santinho/Divulgação)

Nas férias de julho, por exemplo, ele pretende atrair pessoas de todas as idades por preços mais atrativos. Nesse mês, cinco diárias ou mais saem por 915,45 reais por noite no resort, e duas crianças de até 11 anos não pagam a estada. Com o preço fechado com antecedência, evita-se o susto na hora do checkout e tudo pode ser consumido sem moderação.

Caso a ideia seja ficar mais tempo fora do hotel do que dentro dele, o sistema all inclusive não é o mais indicado para você. Para que ter todas as refeições e atividades pagas sendo que vai se alimentar fora todos os dias e mal poderá usufruir da infraestrutura do resort, não é?

Uma viagem para Nova York, nos Estados Unidos, em julho, por exemplo, pode custar a partir de 1 150 reais por dia, incluindo a hospedagem em um hotel três estrelas com café da manhã, uma atração turística e a alimentação, sem contar o valor da passagem aérea, que custa a partir de 2 715 reais ida e volta*.

*Preços checados em 5 de abril de 2018.

Julho à beira-mar

O Costão do Santinho preparou atrações especiais para receber bem em julho, entre elas gastronomia de inverno e uma programação dedicada às crianças no Parque do Doki, além de atividades voltadas à família que já ocorrem o ano inteiro. A estrutura do resort inclui complexo de quadras, piscinas aquecidas, parque de aventuras, academia, spa e diversos bares e restaurantes. Por conta do volume de serviços e atividades oferecidas, o sistema all inclusive é chamado de vip inclusive no Costão do Santinho.

Veja também
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s