Piacere, Itália! Depois de passar um mês rodando a Toscana, Bárbara Ligero caiu de amores pela terra da bota e se matriculou em um curso de italiano. Atualmente, está aprendendo a gesticular com perfeição

Achado em Florença: restaurante Irene, no elegante hotel Savoy

No meio do caminho entre o Duomo e o Palazzo Vecchio, o restaurante do hotel Savoy tem pratos com ingredientes toscanos no menu

Por Barbara Ligero Atualizado em 5 fev 2020, 16h17 - Publicado em 22 abr 2019, 17h07

Durante uma visita à Florença, é quase impossível não passar pela charmosa Piazza della Repubblica: famosa pelo seu antigo carrossel, ela fica bem no meio do caminho entre o Duomo e o Palazzo Vecchio, as duas principais atrações da cidade. E é justamente ali que fica o restaurante Irene, a parada perfeita para quem está passeando pelo centro – seja para almoçar, tomar um café ou jantar.

O bistrô fiorentino fica dentro do refinado Hotel Savoy, mas também tem mesas externas que permitem comer em plena Piazza della Reppublica, curtindo o vai e vem dos outros turistas. O menu sazonal utiliza vários ingredientes toscanos e é assinado pelo celebrado chef Fulvio Pierangelini, que ganhou duas estrelas Michelin com seu restaurante Il Gambero Rosso.

A recepção do hotel Savoy

Levando tudo isso em consideração, os preços são bastante razoáveis. Entre os primeiros pratos, a Lasagnetta con Ragù di Chianina, mesma raça bovina que é usada para fazer a bistecca alla fiorentina, sai por € 22. Entre os segundos, provei o Spigola con Purea di Patate all’Olio di Oliva e Carciofi (peixe com purê de batatas ao azeite e alcachofras), que custa € 35. Entre as opções de sobremesa, há sempre gelatos artesanais feitos no dia por € 10, mas não resisti à tentação de provar o bolinho de chocolate acompanhado de sorvete de especiarias (€ 13), uma delícia!

Continua após a publicidade

Além do atendimento bastante simpático, o restaurante ganha pontos ao trazer uma seleção de pãezinhos com maravilhosos tomates frescos, para você fazer sua própria bruschetta e ir beliscando enquanto os pratos não chegam. O cuidado se repete na hora do cafezinho, que vem acompanhado de biscoitinhos.

Bárbara Ligero/Arquivo pessoal

Esses aliás, despertaram minha vontade de voltar ao restaurante para o chá da tarde. Todos os dias (com exceção de sexta-feira), entre 15h30 e 18h30, você paga € 18 para se servir à vontade em um buffet de sanduíches, biscoitos e bolos – tudo feito na casa.

Mostrei meu almoço no Irene no Instagram: @barbara.ligero

Continua após a publicidade

Publicidade