Achados Adriana Setti escolheu uma ilha no Mediterrâneo como porto seguro, simplificou sua vida para ficar mais “portátil” e está sempre pronta para passar vários meses viajando. Aqui, ela relata suas descobertas e roubadas

Primeira casa projetada por Gaudí reabre como museu em Barcelona

Depois de ficar anos em restauração, a Casa Vicens abriu ao público por pouco tempo antes de ser fechada por causa da pandemia

Por Adriana Setti Atualizado em 6 abr 2022, 11h43 - Publicado em 4 ago 2017, 06h35

Barcelona não seria tão única sem os ferros retorcidos, os mosaicos loucamente coloridos e as formas insólitas criadas pelo arquiteto Antoni Gaudí (1852-1926). Caminhando pela cidade, é possível acompanhar a evolução do estilo daquele que foi o mais radical dos modernistas catalães através de várias construções até chegar à Sagrada Família, sua obra-prima inacabada.

Mas faltava a pecinha inicial. Escondida em uma rua pouco transitada do bairro de Gràcia, a Casa Vicens, primeira residência construída pelo criador da La Pedrera e da Casa Batlló, reabriu as portas em abril de 2022.

Para transformar-se em um centro cultural aberto ao público, ela passou por um minucioso processo de restauração que durou entre 2015 e 2017. Depois disso, ficou menos de três anos em funcionamento até ser fechada novamente por causa da pandemia.

Aos 31 anos, o jovem Gaudí começou a mostrar a que vinha. Ao projetar o edifício, criou formas geométricas complexas, com um rico jogo de luzes e sombras e uma combinação de cores e texturas que se aproximam do estilo mudéjar (versão ibérica da arquitetura árabe).

O edifício foi construído entre 1883 e 1885 para servir como casa de veraneio do corretor de câmbio e operador da bolsa Manuel Vicens i Montaner (1836-1895). Mudou de mãos em 1899 e, mais tarde, a casa foi ampliada e dividida em alguns apartamentos. Até ser comprada pelo banco privado MoraBanc, do Principado de Andorra, serviu como residência – nada mal.

A Casa Vicens abre diariamente das 10h às 20h entre abril e outubro. De novembro a março, o horário de funcionamento é das 10h às 19h de terça-feira a domingo e das 10h às 15h de segunda-feira. Os ingressos custam € 16 e são vendidos pelo site, que também oferece a opção de contratar um tour guiado em inglês, espanhol ou catalão por € 18.

Ao visitar a Casa Vicens , aproveite para conhecer outras casas modernistas espalhadas pelo bairro de Grácias, como a Casa Gustà, a Casa Elisa Bremon d’Espina e a Casa Francesc Cama (veja mais detalhes neste link).

A seguir, veja fotos da fachada e do interior do prédio:

A casa vista da rua, antes de ser coberta para restauração. Crédito:

Casa Vicens
Pol Viladoms/Divulgação

Casa Vicens

Casa Vicens
Pol Viladoms/Divulgação

Casa Vicens

Continua após a publicidade

Casa Vicens
Pol Viladoms/Divulgação
Casa Vicens
Pol Viladoms/Divulgação

Casa Vicens

Casa Vicens
Pol Viladoms/Divulgação
Casa Vicens
Pol Viladoms/Divulgação
Casa Vicens
Pol Viladoms/Divulgação
Casa Vicens
Pol Viladoms/Divulgação
Casa Vicens
Pol Viladoms/Divulgação

Leia tudo sobre Barcelona

Busque hospedagem em Barcelona

Continua após a publicidade

Publicidade