Caravelas

Site: http://www.caravelas.net.br/

População: 21.612 hab

DDD: 73

Estado: Bahia

Distância de outras cidades: km; Nanuque: Alcobaça: 35 km; Porto Seguro: 250 km; Salvador: 869 km; Teixeira de Freitas: 87 km; Nanuque: 197 km; Linhares: 320 km.

Desta pequena cidade no litoral sul da Bahia partem as embarcações que levam ao Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, detentor da maior formação de corais do Atlântico Sul e um dos melhores pontos de mergulho do país. Em terra, a infraestrutura da região não acompanha tamanha beleza: faltam bons hotéis, restaurantes e um certo charme a Caravelas.

COMO CHEGAR

Quem deseja conhecer o impactante Parque Nacional Marinho dos Abrolhos deve seguir pela BR-101 até Teixeira de Freitas. Pegue a BA-290 em direção ao litoral e, em Alcobaça, entre à direita na BA-001. Outra alternativa, vindo do norte, é entrar na BR-489, via Itamaraju e Prado. O principal aeroporto da região é o de Porto Seguro, servido por Azul, Gol e Tam, distante 250 km. Se não for alugar um carro, a alternativa mais flexível e conveniente, opte por saídas infrequentes de ônibus de companhias como a Águia Branca. Neste caso, você terá que embarcar em Eunápolis, pois não há uma linha regular saindo de Porto Seguro.

COMO CIRCULAR

Caravelas é uma das poucas cidades do litoral baiano em que o Centro não fica próximo à praia. A vila foi erguida às margens do Rio Caravelas. De lá, diariamente partem as embarcações em direção a Abrolhos. A praia fica a 6 km dali.

O QUE FAZER

Parque Nacional Marinho dos Abrolhos O parque inclui o Parcel de Abrolhos, com recifes de corais, as ilhas Redonda, Siriba, Guarita, Sueste e o Recife dos Timbebas. As ilhas, de formação vulcânica, estão a cerca de 70 km da costa da Bahia. Só é permitido desembarcar na Siriba, com monitores do Instituto Chico Mendes. Consegue-se chegar bem perto de aves marinhas, como o atobá-branco, e de fósseis de corais, exclusivos da região. Agências de turismo fornecem máscara, sorkel e nadadeiras para mergulho. Também é possível fazer um batismo de mergulho autônomo (R$ 150). Certifique-se de que a agência oferece um instrutor por pessoa nos mergulhos e que as embarcações encontram-se em bom estado de conservação. 

Praia da Ponta da Baleia De areia grossa e dourada, está a 2 km de Praia de Iemanjá – e tem as mesmas águas turvas da vizinha. A origem de seu nome viria da grande quantidade de ossos de baleia encontrados por ali. 

QUANDO IR

De dezembro a março, a visibilidade da água é melhor: 20 m. De julho a novembro, é possível ver as baleias-jubarte no trajeto para o Parque Nacional Marinho dos Abrolhos ou em passeios específicos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s