Continua após publicidade

Como visitar o Castelo de Itaipava, em Petrópolis

Construído na década de 1920 à pedido de um barão, castelo é hoje hotel, restaurante e espaço para eventos

Por João Antonio Streb
Atualizado em 11 jul 2024, 19h31 - Publicado em 11 jul 2024, 14h00

A cidade de Petrópolis, no Rio de Janeiro, é reconhecida por ter sido uma das moradas da antiga família imperial brasileira. Era lá que ficava a casa de verão de Dom Pedro II, o mausoléu familiar e diversas outras construções importantes. O famoso Castelo de Itaipava faz parte do conjunto arquitetônico ligado a linhagens nobres da cidade, mas, curiosamente, só começou a ser construído décadas após o final do Império, em 1920.

História do Castelo de Itaipava

A estrutura foi idealizada pelo Barão de Itaipava, Jaime Smith de Vasconcellos, mesclando traços locais e elementos da arquitetura europeia. Itaipava, que também é o nome do bairro onde fica o castelo, vem do tupi e significa leito ou pouso de pedras, como os encontrados no fundo de alguns rios. O projeto foi feito por Fernando Valentim e Lúcio Costa, o mesmo que depois se envolveria na construção de Brasília.

A construção foi feita por vinte famílias trazidas da Europa que utilizaram material trazido de lá. As pedras utilizadas foram esculpidas por artesãos de Portugal, o telhado de ardósia veio da França, o mármore da Itália, os vitrais da Áustria e as janelas são do jacarandá tipicamente brasileiro, mas com as partes metálicas importadas da Inglaterra. O projeto original incluía 42 cômodos, divididos entre quartos, banheiros, salões, bibliotecas, as duas torres, terraços e até mesmo galerias. 

Castelo de Itaipava, Petrópolis, Rio de Janeiro, Brasil
Lareira é destaque na sala de entrada do castelo (//Divulgação)

Castelo de Itaipava: hotel, restaurante e espaço de eventos

Em 2015, o Castelo de Itaipava foi convertido em hotel: são doze tipos diferentes de acomodações, que vão de suítes nas torres até quartos mais básicos. A área de lazer conta com piscina e a hospedagem é pet-friendly. Reserve sua hospedagem aqui.

Castelo de Itaipava, Petrópolis, Rio de Janeiro, Brasil
Suíte na torre é uma das opções de acomodação (//Divulgação)

Como os espaços dos jardins e do hall são amplos, o castelo também recebe diversos tipos de eventos, que incluem casamentos, renovações, bodas, festas de 15 anos, formaturas e até mesmo festas temáticas, incentivadas pela arquitetura europeia que transita entre o medieval e o renascentista.

Continua após a publicidade

Uma forma de conhecer o Castelo de Itaipava sem se hospedar ou participar de uma festa é fazendo reserva em um dos restaurantes. O Taberna fica em um ambiente interno, enquanto o Solar possui mesas ao ar livre no Pátio das Jabuticabeiras. Já a Cervejaria do Castelo serve chopes pilsen e permite observar o processo de produção artesanal através de uma janela de vidro.

View this post on Instagram

A post shared by Castelo de Itaipava – Hotel, Eventos e Gastronomia (@castelodeitaipava)

Além disso, o Castelo de Itaipava recebe visitantes diariamente, das 9h às 17h, através de agendamento prévio. Entre em contato através do site oficial.

Como chegar ao Castelo de Itaipava

Petrópolis fica a cerca de 70 km da cidade do Rio de Janeiro. Várias linhas de ônibus saem do Rio para Petrópolis de hora em hora. Viajar em veículo particular ou alugado facilita o deslocamento entre os pontos turísticos da região.

O Castelo de Itaipava pode ser acessado através da BR-040 no quilômetro 56, o que torna o acesso prático tanto pela cidade do Rio de Janeiro quanto pela mineira Juiz de Fora.

Continua após a publicidade

Veja um roteiro de carro pela Serra Fluminense, de Petrópolis a Lumiar

Busque hospedagem em Petrópolis

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade