Continua após publicidade

Liberdade: os melhores restaurantes, izakayas e cafeterias

Do lámen raiz que só aceita pagamento em dinheiro, passando pelos tradicionais izakayas até chegar ao café da Hello Kitty, a Liberdade é um mundo

Por Rebeca de Ávila
Atualizado em 12 jun 2024, 00h37 - Publicado em 10 jun 2024, 20h00

Sejam casinhas discretas com filas na porta ou estabelecimentos pop com grandes fachadas e filas longas, fato é que a Liberdade, no Centro de São Paulo, é um polo de culinária japonesa por excelência – alguém surpreso por aí?

De endereços clássicos a moderninhos, passando por botecos (os chamados izakayas) e cafeterias, selecionamos sete lugares para você experimentar no bairro:

Aska Lámen

Com um toldo azul e fachada discreta, o Aska Lamén é mais identificável pelas filas que se formam na porta. Os horários de almoço e jantar são rígidos e é importante chegar cedo para não ter que esperar. 

Depois de comer no Aska, o ideal é que você libere a mesa para os próximos clientes, sem ficar sentado papeando. Outro detalhe: somente Pix ou dinheiro são aceitos como forma de pagamento. 

O Aska mudou de endereço em 2023, mas existe desde 2000, quando foi aberto por Takashi Ito. Hoje, é a casa mais antiga da lámens da Liberdade e segue as mesmas receitas. Cada prato de macarrão com caldo quente, carne e ovo é bem servido e tem preços em torno de R$ 30. O cardápio inclui porções de guioza (carne com cebola ou com legumes) com seis unidades que saem por R$ 18.

Onde? Rua Barão de Iguape, 260

Continua após a publicidade

Quando? De terça a domingo das 11h às 14h e das 18h às 21h. Fechado no último domingo do mês.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Lamen Aska (@aska_lamen)

Brazil Lamen

Em um box de madeira, nos fundos de uma galeria, o japonês Shindo Michihiko pilota o Brazil Lamen desde 2019, onde é o faz-tudo: é ele quem distribui as senhas para os clientes, recebe o pagamento, prepara os pratos e lava a louça.

Shin, como é mais conhecido, é natural de Takasakie e serve 40 refeições por noite –  as senhas costumam esgotar rápido. No balcão, com bancos altos, os clientes recebem as tigelas fumegantes de macarrão com caldo, lombo de porco, broto de feijão, cogumelos e cebolinhas.

Continua após a publicidade

O cardápio é enxuto e contempla veganos com a versão do lámen que leva cebolas, tomates e tapioca.

No perfil do Instagram, Shin anuncia os horários de funcionamento e quais lámens serão servidos. Todos os pratos custam R$ 60 e devem ser pagos antecipadamente em dinheiro.

Onde? Rua Barão de Iguape, 158.

Quando? Sem dias fixos. Confira no perfil do Brazil Lamen no Instagram.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por $hin 新藤路彦 Michihiko Shindo (@brazilamen)

Continua após a publicidade

Kintaro 

Comandado por uma família de praticantes e treinadores de sumô desde 1993, quando foi aberto, o clássico Kintaro se manteve fiel às suas origens de pé sujo japonês. Os fregueses são atendidos nos bancos altos de madeira em torno do balcão ou na única mesa que fica nos fundos. 

O foco da casa são os petiscos e a cerveja gelada, mas o cardápio não é fixo. Dependendo do dia, você encontra na vitrine iguarias como porções de sardinha com gengibre, lombo de porco, moela, costelinha, polvo com pepino agridoce, berinjela com missô, nirá com ovo e por aí vai.

Onde? Rua Thomaz Gonzaga, 57.

Quando? De quarta a sexta-feira das 15h às 22h e aos sábados das 12h às 19h.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Kintaro (@izakaya_kintaro)

Continua após a publicidade

Izakaya Issa

O Izakaya Issa funciona em uma pequena casa com espaço para 10 clientes no balcão e mais 4 mesas em tatames. O cardápio tem uma dezena de tipos de macarrão além dos pratos principais. 

Dentre as pequenas porções, fazem sucesso o takoyaki – um bolinho recheado com polvo , a berinjela frita com missô, o bolinho de arroz onigiri e o takosu, chamado de vinagrete de polvo. Uma ótima opção é pedir o Otoshi, uma combinação de quatro porções que variam todos os dias, e também o karê de frango ou porco com curry levemente picante. 

Onde? Rua Barão de Iguape, 89.

Quando? Às segundas, terças, quintas e sextas-feiras, das 11h às 14h30 e 18h às 22h, e aos sábados e domingos das 11h às 15h e das 18h às 22h. 

Continua após a publicidade
Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Izakaya Issa (@izakayaissa)

Yoka 

A pastelaria mais tradicional da Liberdade tem a fama de ser também uma das melhores de São Paulo. Na Yoka, os pastéis são preparados de forma artesanal e chegam sequinhos e crocantes.

No cardápio, os sabores são os tradicionalmente encontrados em feiras, como carne, bauru e carne seca com mussarela. A versão japonesa leva tofu, cogumelo shitake, kamaboko (massa de peixe) e cebolinha.

A Yoka prepara ainda mini coxinhas, esfirras, empadas e bolinhos de camarão. Para a sobremesa, uma iguaria original da casa: o pastenolli, que simula um cannoli com massa de pastel polvilhada no açúcar e canela e recheios de baunilha, chocolate ou doce de leite.

Onde? Rua dos Estudantes, 37 

Quando? De segunda a sexta-feira, das 10h30 às 18h, e aos sábados, domingos e feriados, das 9h às 17h30.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Yoka (@pastelyoka)

Sushi Kenzo 

O Sushi Kenzo foi inaugurado em 2017 e só serve pratos à la carte. Para acompanhar o processo de elaboração dos pratos, vale sentar no balcão.

O combinado Kenzo vem com dez fatias de sashimi, cinco niguirizushi e seis hossomaki e sai por R$ 200. De segunda a sexta-feira, os combinados executivos com 12 peças saem por R$ 85. É possível pedir as peças individualmente também, como os temakis de salmão e atum.

Onde? Rua Thomaz Gonzaga, 45

Quando? De segunda a sexta-feira, almoços das 11h30 às 14h30 e jantares das 18h30 às 21h30. Aos sábados e domingos, almoços das 12h às 15h e jantares das 18h30 às 21h30.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Sushi Kenzo Liberdade (@sushikenzoliberdade)

Kazu Cafe

No primeiro andar do restaurante Espaço Kazu, a confeitaria Kazu Cake tem bolos macios com frutas frescas. O foco do local é a culinária yogashi, que são doces preparados com técnicas ocidentais e que fazem parte do dia a dia japonês.

Não à toa, o campeão de vendas da casa é o choux cream, inspirado no profiterole francês. São cinco variedades: morango, chocolate, caramelo salgado, amêndoas e matchá.

As guloseimas com o chá verde japonês fazem muito sucesso: o bolo de matchá decorado com chantilly, morangos, framboesas e mirtilos e o affogato do mesmo sabor são ótimas pedidas.

Chiffon cakes, tortinhas de chocolate e frutas e pudim de baunilha decorado com carinhas de bichinhos também fazem parte do cardápio da confeiteira Lissa Yuba. Para beber, o café expresso e a limonada de matchá descem redondo.

Onde? Rua Thomaz Gonzaga, 84/90, 1º andar.

Quando? De quarta a segunda-feira, das 9h às 20h.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Kazu Cake Oficial (@kazucakeoficial)

Café da Hello Kitty

Impossível passar pela Praça da Liberdade e não ver o boneco da Hello Kitty na porta da cafeteria do grupo Eat Asia. O espaço é uma graça, decorado com letreiros neon e itens mil da icônica gatinha japonesa, que rendem bons cliques. 

A vitrine é repleta de donuts decorados com lacinhos vermelhos de pasta americana, macarons com o rosto da Hello Kitty, fatias de bolo de chocolate, banoffee e brownies. Também é possível tomar gelatos da personagem no cascão ou no copo – o sabor sakura mistura leite com cereja.

O Café da Hello Kitty divide espaço com o restaurante Eat Asia, que serve lanches com mais “sustança”. O cardápio inclui hambúrgueres temáticos da Hello Kitty e do Godzilla, além de yakissoba e guioza.

O estabelecimento na Praça da Liberdade é voltado apenas para cafés e doces, mas a gatinha japonesa tem outros restaurantes na Liberdade: o Eat Asia + Hello Kitty (Rua Thomaz Gonzaga, 61) serve também sushis e rolls e o Hello Kitty and Friends 2D (Rua Américo de Campos, 118) tem pratos que levam wagyu, nobre carne bovina japonesa.

Onde? Praça da Liberdade, 145.

Quando? De segunda a sexta-feira, das 11h às 19h, aos sábados, das 10h às 20h, e aos domingos, das 10h às 19h.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Eat Asia (@eatasiabr)

Leia tudo sobre São Paulo

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade