Continua após publicidade

Florianópolis: Passeios no entorno da Ponte Hercílio Luz

A ponte se transforma em parque aos finais de semana quando recebe pedestres e ciclistas. E o entorno está repleto de novos empreendimentos

Por Fabricio Brasiliense, Malu Jansen
Atualizado em 22 jun 2024, 09h37 - Publicado em 31 Maio 2024, 12h00

Inaugurada em 1926, a maior ponte-pênsil brasileira, com 821 metros, ficou quase três décadas interditada, mas foi revitalizada e entregue à população em dezembro de 2019. Atualmente é um dos lugares mais agradáveis para passear, principalmente nos finais de semana quando ela é fechada para carros e apenas pedestres e ciclistas podem circular.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Prefeitura de Florianópolis (@prefflorianopolis)

O Parque da Luz, contíguo à ponte, antes um lugar abandonado, agora vive cheio. Aproveite para tomar um café com empanadas argentinas no Merci, que tem um terraço bem agradável; um choripan e outros cortes preparados na brasa no Artesania; ou ainda um bacalhau com vista incrível na Taberna Ibérica – os três endereços estão na rua Felipe Schmidt em frente ao Parque da Luz e ali mesmo em frente ao Artesania você encontra um estacionamento.

Ponte Hercílio Luz, Florianópolis, Santa Catarina
O Parque da Luz, que fica de frente para a Ponte, agora vive cheio aos finais de semana (FB/Arquivo pessoal)

Em 2023 foi inaugurado na cabeceira insular um contêiner do Amo Floripa Café e Bar, com uma lojinha de souvenires, mesas no andar de cima com vista ótima para o entorno e também na esplanada – o lugar costuma reunir muita gente, principalmente no fim de tarde nos finais de semana e feriados quando acontecem rodas de samba.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por @pelosolhosdashee

Continua após a publicidade

A região cresceu bastante e novos empreendimentos surgiram a uma distância caminhável. Contornando o Parque da Luz pela Alameda Adolfo Konder, a cerca de 400 metros da cabeceira insular da ponte, você chega ao Top Market, um centro comercial focado em gastronomia que passou a funcionar onde era a antiga fábrica de bordados Hoepcke. O interessante do projeto é que muitos dos equipamentos da antiga fábrica seguem expostos. Vale a pena ir no fim de tarde para petiscar, tomar um vinho e ouvir música ao vivo. Ali tem também uma unidade do Angeloni, a maior rede de supermercados da cidade.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Top Market Floripa (@topmarketfloripa)

O Top Center fica nos altos da Felipe Schmidt, a principal artéria de comércio do centro da cidade. Basta atravessar a rua e pegar a Rua Cristóvão Nunes Pires para chegar ao Franz Cabaret, um lugar que recebe de quarta-feira a sábado uma intensa programação musical. O Franz ocupa uma praça e dali se tem uma vista ótima para a ponte Hercílio Luz. E basta pegar um elevador para chegar ao empreendimento que é irmão do Top Center e foi inspirado no Chelsea Market de Nova York, o Armazém Rita Maria. O lugar reabriu no que antes foi uma antiga fábrica de gelo e passou por uma restauração impecável. Ali você também tem vários restaurantes, lojas, mercadinho gourmet e programação musical nos finais de semana.

Continua após a publicidade
Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Armazém Rita Maria (@armazemritamaria)

História da Ponte Hercílio Luz

Com 74 metros de altura e 821 metros de comprimento, a Hercílio Luz é uma ponte pênsil que se tornou um dos cartões-postais do estado de Santa Catarina, além de uma de suas principais obras de engenharia. A estrutura é tombada como patrimônio histórico, artístico e arquitetônico do Brasil. 

A ponte ficou fechada por 28 anos (entre 1991 e 2019) por conta de problemas estruturais causados pela ação corrosiva do mar e pelo movimento intenso de veículos, que foi muito maior do que o previsto no projeto. Após uma obra de recuperação que durou treze anos, a ponte foi reaberta para circulação em dezembro de 2019. 

A ponte fica ainda mais bonita durante a noite, com os cabos iluminados. Há pontos privilegiados para admirá-la nas partes continental e insular da cidade.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por KENNEDY JUN (@kennedyjuun)

Continua após a publicidade

Ponte Hercílio Luz aos finais de semana

Aos sábados e domingos, carros não podem circular pela Ponte Hercílio Luz e ela se torna um parque a céu aberto. A via fica lotada de pessoas praticando esportes, pedestres passeando com pets e crianças brincando – tudo isso com a vista lindíssima para a cidade e o mar. Um fato curioso é que, ao passar pela ponte a pé, é possível senti-la balançando levemente por conta de sua estrutura suspensa. 

Os melhores pontos para avistar a Ponte Hercílio Luz 

É possível admirar a Ponte Hercílio Luz tanto na parte continental quanto na parte insular de Florianópolis. No continente, o melhor lugar para tirar fotos é na Avenida Cláudio Alvim Barbosa, no bairro Estreito, que fica às margens da Baía Norte. Ali, há um pequeno parque linear ao longo da orla, com ciclovia. 

Ponte Hercílio Luz, Florianópolis, Santa Catarina
A vista da Ponte Hercílio Luz a partir da ilha (FB/Arquivo pessoal)

Já na parte da Ilha, há algumas opções. A primeira é fazer uma caminhada ao longo da Avenida Beira-Mar Norte, que rende uma vista lindíssima da ponte (também há ciclovia no trecho). No Parque da Luz, é possível vê-la de frente. Mais uma vista de camarote está no Parque Náutico Walter Lange, que fica aos pés da ponte Colombo Salles.

Ponte Hercílio Luz, Florianópolis, Santa Catarina
Mirante na cabeceira da Ponte Hercílio Luz, em frente ao Parque da Luz (FB/Arquivo pessoal)

História da Ponte Hercílio Luz

Inaugurada em 1926, a ponte foi a primeira a fazer a ligação entre a parte continental e a Ilha de Santa Catarina. Até então, esse trajeto só era feito por meio de balsas. Isso foi se tornando um problema, uma vez que a travessia estava sujeita a variações da maré e de correntes marítimas, que por vezes impossibilitavam a passagem. 

Continua após a publicidade

Vários projetos para solucionar essa questão foram apresentados para o Governo, e o mais viável foi a construção de uma ponte pênsil (ou seja, uma ponte cuja estrutura é mantida por cabos de suspensão) ligando os 821 metros entre ilha e continente. 

As obras começaram em 1922. O governador de Santa Catarina no período e principal idealizador da ponte, Hercílio Luz, nunca chegou a vê-la pronta: ele faleceu em decorrência de um câncer no estômago em outubro de 1924. A inauguração aconteceu aproximadamente um ano e meio depois, em 13 de maio de 1926, e a construção foi batizada em sua homenagem.

Ponte Hercílio Luz, Florianópolis, Santa Catarina
A Ponte Hercílio Luz, com pavimentação em madeira, em 1935 (Governo de Santa Catarina/Divulgação)

A pavimentação, que inicialmente era de madeira, foi substituída por asfalto em 1969, o que aumentou consideravelmente o peso sobre a ponte. A intensificação do tráfego (que chegou aos 27 mil veículos por dia), somada à falta de manutenção da estrutura, fez com que a ponte fosse interditada em janeiro de 1982. Na época, já existia uma segunda ponte que fazia essa ligação, a Colombo Salles

Houve a tentativa de reabrir a Hercílio Luz parcialmente em 1988, apenas para pedestres, bicicletas, motocicletas e veículos de tração animal. Mas o plano não funcionou e a ponte foi interditada de vez em 1991 – e assim, se seguiram 28 anos de fechamento completo da estrutura. 

As obras para readequação e restauro começaram em 2006. Originalmente, a previsão de inauguração estava marcada para o ano de 2012, mas foram sete anos de atraso até a real reabertura, que aconteceu em 30 de dezembro de 2019. 

Continua após a publicidade

Leia tudo sobre Florianópolis 

Busque hospedagem em Florianópolis

Encontre o melhor voo para Florianópolis

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade