Continua após publicidade

Casa da Cultura de Paraty inaugura exposição “Aquarelar”

A mostra celebra a trajetória do artista Paulo Gomes com mais de 70 obras, muitas delas sobre Paraty

Por Da Redação
Atualizado em 9 jul 2024, 18h34 - Publicado em 9 jul 2024, 18h00

A Casa da Cultura de Paraty, em pleno centro histórico da cidade fluminense, acaba de inaugurar a exposição do artista Paulo Gomes. Mestre do plein air, a arte de pintar ao ar livre, o artista celebra seis décadas dedicadas à aquarela.

A exposição traz mais de 70 obras, a maior parte delas de Paraty, com exceção para algumas paisagens do Rio Antigo. As aquarelas do artista revelam uma profunda conexão com os cenários naturais e que retratam as diversas fases de Paraty, entre marinas, igrejas e o casario histórico.

Paulo Gomes Paraty
(Paulo Gomes/Divulgação)

Trajetória artística

Paulo Gomes nasceu no Rio de Janeiro, em 1950, no bairro da Penha. Decidiu ser pintor aos 9 anos e, desde os primeiros desenhos e cursos, não mudou de ideia. Aos 18, descobriu a paixão pela aquarela ao cursar a Sociedade Brasileira de Belas Artes, no Rio de Janeiro. “A aquarela é uma arte que me desafia, porque não permite errar ou apagar”, diz ele. 

Continua após a publicidade

Além de pintor, Gomes  também é percussionista. Sempre ligado à música, conta que, na juventude, dividiu um apartamento com a violonista Rosinha de Valença, e conviveu com grandes nomes da música brasileira como Gal Costa, Maria Bethânia, Leny Andrade e Paulo Moura. 

Paulo Gomes viajou em 1974 para Paraty e se encantou com a atmosfera artística e boêmia da cidade, famosa como reduto de intelectuais e pintores modernistas como Djanira. Aos poucos, conectou-se com artistas locais, galeristas e estabeleceu-se na cidade em 1980. 

Paulo Gomes
Paulo Gomes retrata Paraty há décadas (//Divulgação)

Casa da Cultura de Paraty

Rua Dona Geralda, 194, Paraty

Visitação: Terça a sábado, das 10h às 18h, até 1 de setembro. Grátis; saiba mais

Publicidade