Intercâmbio voluntário pela AIESEC: responda suas principais dúvidas

Como prometido no post anterior, deixo com vocês agora os principais esclarecimentos sobre o Cidadão Global, o programa de intercâmbio voluntário da AIESEC:

– Todos podem ir?

O programa é voltado para estudantes na graduação (entre 18 e 30 anos) ou recém-graduandos, pessoas que se formaram há até 2 anos podem participar.

– É possível escolher qualquer um dos 124 países em que a AIESEC está?

Não. De acordo com a diretora de relações públicas da AIESEC, Luciana Ambrozi, o voluntário viaja para onde existe vaga. Esses lugares são previamente especificados no site.

– Quais os principais destinos?

Países no leste europeu, América do Sul, África e Ásia são os que têm maior demanda social. Portanto, são os principais destinos para trabalho voluntário.

– É preciso saber falar inglês ou espanhol?

O nível básico é suficiente.

– Quanto tempo de duração?

O intercâmbio pode durar de 6 a 12 semanas.

1890488_10203162033517481_389719930_o

Já imaginou trabalhar com essa turminha no Quênia?

– Em quais áreas o estudante pode atuar?

Existem três vertentes de trabalho voluntário para quem viaja pela AIESEC:

Educação Global -> consiste no ensino da cultura brasileira para crianças e jovens.

Empreendedorismo Social -> ajuda na gestão da ONG e dá suporte administrativo.

Temas Globais -> é o desenvolvimento de workshops e atividades nas áreas de saúde e meio ambiente.

– Em qualquer época do ano?

Sim. Em qualquer época do ano pode-se viajar pela AIESEC. Mas, obviamente, as férias são o pico de procura, o que não é algo ruim. Nesse caso, muitas vagas surgem nesse período.

– tchana na nan…tcha na nan… Valores?

Por ser uma organização sem fins lucrativos e não uma agência, os valores do intercâmbio AIESEC estão abaixo do valor de mercado. É por esse mesmo motivo que despesas e cuidados como seguro viagem, passagem e custos da documentação devem ser tomados por conta própria.

A AIESEC cuida da parte administrativa (encontrar um trabalho voluntário e fazer essa conexão) e garante pelo menos um benefício como acomodação, vale transporte ou alimentação. Varia de acordo com o destino.

Portanto, na parte da AIESEC, os custos variam em R$1mil e R$1.500. Reafirmo: passagem aérea, seguro viagem e documentação não estão inclusos.  E dica da Luciana: viajar para os países da América Latina sai mais em conta.

– Como se inscrever?

Primeiramente, é preciso se inscrever na plataforma pelo site da organização. Então, a equipe da AIESEC entra em contato com você e te chama para uma reunião. Após alguns encontros, o próximo passo é encontrar uma vaga, a equipe da AIESEC e o site te ajudam nisso. Deu certo? Hora de correr atrás papelada, passagem e documentação.

X-Mengálvio-8

Voluntários e seus “novos amigos” em Lima, no Peru

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s