Além-mar Por Blog Rachel Verano rodou o mundo, mas foi por Portugal que essa mineira caiu de amores e lá se vão, entre idas e vindas, quase dez anos. Do Algarve a Trás-os-Montes, aqui ela esquadrinha as descobertas pelo país que escolheu para chamar de seu

Escapada de Lisboa parte 2: de barco pelo Leste Europeu

Por dentro de um incrível navio pelas águas do Danúbio

Por Rachel Verano Atualizado em 8 dez 2020, 12h43 - Publicado em 30 abr 2018, 14h23
Quarto do SS Beatrice com o Parlamento de Budapeste na janelona: de camarote
Quarto do SS Beatrice com o Parlamento de Budapeste na janelona: de camarote Uniworld/Divulgação

No último post eu contei sobre a viagem incrível que eu acabei de fazer pelas terras mais longínquas do Leste Europeu. Em 10 dias, visitei cinco países incríveis: Hungria, Croácia, Sérvia, Bulgária e Romênia.

Em comum, esses países dividem um recente passado comunista e uma história marcada por conflitos (desde muito antigos, entre alguns dos maiores impérios do globo, até bem recentes, caso das guerras dos anos 90 que culminaram com a dissolução a Iugoslávia, por exemplo). Resultado: o clima de paz e amor que paira no ar agora é um atrativo e tanto.

A imponente escadaria do navio
A imponente escadaria do navio Uniworld/Divulgação
  • Se eu fosse fazer o roteiro entre Budapeste e Bucareste de carro, seriam cerca de 900 quilômetros e alguns belos desafios pela frente – por exemplo, cruzar os Montes Cárpatos e a Cordilheira dos Balcãs. A melhor alternativa é mesmo seguir o curso de um dos rios mais famosos do planeta: o Danúbio. Mais: dentro dele.

    O restaurante principal: bela comida e lindas vistas
    O restaurante principal: bela comida e lindas vistas Uniworld/Divulgação

    E foi assim que embarquei na viagem inaugural do SS Beatrice, um navio incrível operado pela Uniworld, em uma quarta-feira de primavera. Budapeste, nosso ponto de partida, dava as boas-vindas da janelinha enquanto soavam os primeiros acordes do piano e as taças de champanhe eram servidas.

    Uma das suítes: espaço de sobra
    Uma das suítes: espaço de sobra Uniworld/Divulgação

    Do lado de dentro, o que se vê é um autêntico hotel de luxo. São 73 acomodações, incluindo suítes que chegam a quase 40 metros quadrados, com direito a banheiras de mármore, box e mordomos (ah sim, e chocolates Valrhona e Lindt em um potinho providencial sobre a mesa). Todos os quartos têm paredes de vidro que descortinam vistas espetaculares.

    Nem parece navio: mármore e banheira no banheiro
    Nem parece navio: mármore e banheira no banheiro Uniworld/Divulgação

    Nas áreas comuns, há um spa, dois restaurantes (incluindo um especializado em carnes maturadas, que também vira palco de aulas de culinária), um café e um bar com piano ao vivo todas as noites.

    O restaurante Max: carnes dry aged e aulas de gastronomia
    O restaurante Max: carnes dry aged e aulas de gastronomia Uniworld/Divulgação

    Do lado de fora, os passeios são sempre uma bela surpresa fora do óbvio. Um tour de bike por Budapeste, uma fazenda de orgânicos no interior da Croácia, um encontro com a família real da Sérvia, uma vilinha histórica do interior da Bulgária com direito a apresentação de um coro dentro de uma igreja pintada a mão do texto ao chão.

    O ótimo (e open) bar: zero astral de navio - ainda bem!
    O ótimo (e open) bar: zero astral de navio – ainda bem! Uniworld/Divulgação

    Anote ai: o percurso, chamado Highlights of Eastern Europe, dura 10 dias e vai de Budapeste a Bucareste ou vice-e-versa. Os preços por pessoa começam em € 3.399 (para acomodação em quarto duplo). Vantagem: todas as despesas estão incluídas – dos passeios às bebidas e gorjetas.

    Continua após a publicidade
    Publicidade