Coronavírus em Portugal: últimas notícias

O governo fecha o cerco, a população se mobiliza e, a cada dia, novas medidas são adotadas com o objetivo de conter a doença

Detalhe do Padrão dos Descobrimentos, em Lisboa: fechado pelo menos até o dia 3 de abril

Detalhe do Padrão dos Descobrimentos, em Lisboa: fechado pelo menos até o dia 3 de abril (Arquivo Pessoal/Reprodução)

Portugal foi dos últimos países europeus a registrar casos de coronavírus e segue registrando um dos mais baixos índices de infectados no continente – por enquanto são apenas 78 casos oficiais contra 460 na Inglaterra, 2.876 na França ou 2.968 na Espanha, por exemplo. A vida seguia normal até bem pouco tempo atrás, mas nos últimos dias, especialmente desde 10 de março, a situação começou a mudar e, junto com a movimentação mundial, começaram a ser tomadas medidas restritivas na tentativa de contenção do que veio a ser confirmado como pandemia. A cada hora chegam novidades e novas regras – estas são as últimas:

  • Há 78 casos confirmados no país até o momento (12 de março) – 77 em tratamento e 1 recuperado. A divisão geográfica é a seguinte: 44 casos na região norte, que lidera as estatísticas; 23 em Lisboa e arredores; 5 na região central do país; e 5 no Algarve. Não há mortes registradas.
  • A maioria dos casos (51, ou 65%) atinge a faixa etária entre 20 e 59 anos.
  • As câmaras municipais de Lisboa e do Porto decretaram o fechamento de museus, galerias, bibliotecas, teatros, cinemas, piscinas e atrações municipais pelo menos até o dia 3 de abril.
  • Isso significa que atrações como o Padrão dos Descobrimentos estão de portas fechadas. Mas que outras, como o Castelo de São Jorge, continuam abertas até segunda ordem. As feiras e mercados por enquanto seguem funcionando.
  • Jogos de futebol das primeira e segunda divisões, que chegaram a ser realizados a portas fechadas, estão suspensos por tempo indeterminado.
  • Também estão suspensas as atividades educativas, culturais e esportivas municipais.
  • Estão restritos os acessos e/ou a realização de atividades culturais em atrações como o Centro Cultural Belém e o Museu do Oriente, em Lisboa; e a Casa da Música e o Museu de Serralves, no Porto. A Fundação Gulbenkian, na capital, está de portas completamente fechadas até 3 de abril.
  • Em pronunciamento há poucos minutos, o primeiro-ministro António Costa anunciou fecho ao cerco: todas as escolas fecharão a partir de segunda-feira, dia 16 de março, pelo menos até a Páscoa, medida que atinge diretamente 2 milhões de alunos (e, claro, os respectivos pais).
  • Nas próximas horas devem ser também anunciados limites de frequência a shoppings e serviços públicos, além do encerramento de bares e baladas. Os restaurantes deverão restringir a sua capacidade a 1/3.

A mensagem é clara: evitar o contato entre as pessoas e, com isso, diminuir as chances de exposição ao virus.

Leia tudo sobre o coronavírus

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s