Qual é a melhor época para ir para Itália?

Veja as características principais de cada estação do ano, saiba quais são os momentos ideais para conhecer certos destinos e faça o seu próprio veredito

Em um país onde atrações como praias mediterrâneas e estações de esqui convivem a poucos quilômetros uma das outras, a melhor época para viajar depende do seu destino. Isso significa que, independentemente do mês do ano, a Itália terá algum programa em seu melhor momento:

Inverno

De 21 de dezembro a 20 de março

Túnel de neve em Castellano, na região nortenha de Trentino-Alto Adige

Túnel de neve em Castellano, na região nortenha de Trentino-Alto Adige (Lucio Zandonati/Flickr)

Com exceção do período que compreende o Natal e o ano-novo, o inverno é considerado baixa temporada na Itália. Isso significa que o número de turistas e os preços das hospedagens diminui quase proporcionalmente às temperaturas. Em linhas gerais, o norte é mais frio do que o sul, mas a questão de viajar no inverno vai além de ter que andar (bem) agasalhado: com os dias mais curtos, você terá menos horas à disposição para passeios. Uma visita à Toscana ou a qualquer destino litorâneo não terá o mesmo impacto que nas outras estações.

É bom para: Conhecer vilarejos de montanha nos Alpes e nos Apeninos, como Cortina d’Ampezzo. Esquiadores encontram neve principalmente durante o mês de fevereiro e até a metade de março. Essa também pode ser uma oportunidade de ver os mercados de Natal de cidades grandes como Florença, Bolonha, Milão e Turim.

Veja também

Primavera

De 21 de março a 20 de junho

Ravello - Costa Amalfitana, Itália Ravello, na Costa Amalfitana, toda florida com a chegada da primavera

Ravello, na Costa Amalfitana, toda florida com a chegada da primavera (Thinkstock/)

À medida que os termômetros sobem, a quantidade de turistas também cresce, mas ainda não se compara com as multidões do verão. Os dias já são um pouco mais ensolarados, mas as temperaturas continuam frescas para os padrões brasileiros, de forma que os destinos de praia ainda estão fora de questão.

É bom para: Visitar cidades grandes como Florença, Veneza, Roma e Milão, já que você escapará dos preços altos e das filas que costumam se formar na porta de museus e outras atrações turísticas. As flores deixam a paisagem da Costa Amalfitana ainda mais bonita.

Veja também

Verão

De 21 de junho a 20 de setembro

No verão, os campos de girassóis são a marca da Toscana

No verão, os campos de girassóis são a marca da Toscana (Giovanni/Flickr)

Não subestime o verão italiano, com termômetros marcando acima dos 30°C  e sol presente até às 20h30 da noite. Os meses de junho e julho são considerados de altíssima temporada e, com a maior quantidade de turistas, os preços sobem bastante. É nesse período que as filas para as principais atrações turísticas podem assustar e fica particularmente desagradável circular em Veneza e nas Cinque Terre. Já agosto é o mês de férias dos italianos, o que faz com que muitos estabelecimentos fechem e as cidades fiquem atípicas.

É bom para: Curtir as praias da Sardenha, da Sicília, da Puglia e da Costa Amalfitana. Na Toscana, a temporada de girassóis deixa as paisagens à beira da estrada cobertas de amarelo e há várias festas com temática medieval acontecendo.

Veja também

Outono

De 21 de setembro a 20 de dezembro

A paisagem marrom nas Dolomitas, cadeia montanhosa no norte do país

A paisagem marrom nas Dolomitas, cadeia montanhosa no norte do país (Kordi_Vahle/Pixabay)

As vantagens são similares às da primavera, com a diferença que nesse caso as paisagens se embelezam com os tons amarelados das árvores. As temperaturas voltam a ser moderadas em todo o país, já pendendo para o frio do inverno, os dias são encurtam novamente e há mais chances de chuva no norte e no centro da Itália.

É bom para: Visitar cidades grandes como Florença, Veneza, Roma e Milão, já que você escapará dos preços altos e das filas que costumam se formar na porta de museus e outras atrações turísticas. Na Toscana, é a época da vindima.

Busque hospedagens na Itália

Siga-me no Instagram: @barbara.ligero

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s