Lugares para comer durante um dia em Florença

Do café da manhã ao jantar, seis lugares para você se empanturrar enquanto passeia pelo berço do Renascimento

Café da manhã – Caffè Gilli

Delícias do Caffè Gilli

Delícias do Caffè Gilli (Lin Judy/Flickr)

Quando estiver turistando por Florença, você invariavelmente passará pela Piazza della Repubblica, onde há um bonito carrossel. Em uma das laterais da praça está instalado o Caffè Gilli, todo em estilo belle époque. Parte da história da cidade, essa cafeteria existe desde 1733, ainda que tenha sido fundada em outro endereço. Antigo ponto de encontro de artistas e literários, o local atualmente atrai os turistas com sua ótima pasticceria e chocolates artesanais. Peça o típico café da manhã italiano, que consiste em um cornetto alla crema e um capuccino.

Almoço – All’Antico Vinaio

A fila de sempre no All’Antico Vinaio

A fila de sempre no All’Antico Vinaio (All'Antico Vinaio/Divulgação)

Até a hora do almoço, você já deverá ter alcançado a Piazza della Signoria, onde fica o Palazzo Vecchio. Basta seguir pela lateral do castelo e pela Via dei Neri para avistar uma fila que chega na calçada. Ali estará o All’Antico Vinaio, cujos panini (sanduíches) são grandes e famosos na cidade. Para rechear os pães sempre recém-saídos do forno, o cliente pode escolher entre uma série de ingredientes toscanos ou pedir uma das sugestões da casa, que custam € 5 cada. O “Boss”, por exemplo, leva prosciutto crudo, pecorino toscano e creme de tartufo. Não se confunda com as três unidades na mesma rua: uma é para comer de pé, a segunda possui mesas e a terceira é uma osteria, que serve também alguns pratos.

Sobremesa – Gelateria dei Neri

Os mil sabores da Gelateria dei Neri

Os mil sabores da Gelateria dei Neri (Jay Sobel/Flickr)

Na mesma rua do All’Antico Vinaio, descendo mais um pouco, fica a Gelateria dei Neri. Em uma cidade cheia de boas sorveterias, essa se destaca pela variedade de sabores: há o de caramello salato (literalmente, caramelo salgado), o de ricotta e fichi (ricota e figos) e diversos tipos de chocolate. Nessa ou em qualquer outra gelateria, vale a lição: cono quer dizer casquinha e coppetta, copinho.

Lanche da tarde – Mercato Centrale

Quiosques e restaurantes do Mercato Centrale

Quiosques e restaurantes do Mercato Centrale (Mercato Centrale/Divulgação)

Até 2014, o Mercato Centrale era um mercado comum de carnes, frutas e verduras. Naquele ano, ele foi repaginado e passou a ter um conceito similar ao da rede Eataly: no térreo são vendidos os produtos, enquanto no primeiro andar ficam dois restaurantes e 17 quiosques, cada um com a sua especialidade. Ou seja, são muitas as opções de comidinhas para um lanche da tarde. Uma sugestão é aproveitar a oportunidade para experimentar clássicos locais como o lampredotto, sanduíche de estômago bovino. Mas há também comidas típicas de outras regiões da Itália, como os arancini e os cannoli sicilianos.

Aperitivo – Gallery

Buffet de aperitivos do Gallery vale por um jantar

Buffet de aperitivos do Gallery vale por um jantar (Gallery/Divulgação)

Na Itália, o happy hour é chamado de aperitivo e geralmente funciona assim: você paga o seu drink e tem direito a se servir à vontade de um buffet de petiscos. A questão é que alguns estabelecimentos capricham tanto que a refeição acaba virando um apericena, ou seja, um “aperitivo-jantar”. Dentre tantos bares que funcionam dessa maneira, o Gallery fica a poucos minutos da Basilica di Santa Croce e serve boa variedade de saladas e legumes cozidos.

Jantar – Cibrèo

Salão do Cibrèo Ristorante

Salão do Cibrèo Ristorante (Cibrèo/Divulgação)

No final do dia, guarde um espacinho no estômago para um jantar na Via Andrea del Verrocchio. Ali ficam três restaurantes do chef celebridade Fabio Picchi, referência em culinária típica toscana, e é comum vê-lo cumprimentando alguns clientes. O Cibrèo Ristorante é a escolha mais requintada, com um cardápio que muda a cada estação. No Cibrèo Caffè, há apenas três opções de menus fechados no jantar. O mais econômico de todos é o Cibrèo Trattoria, focado na cozinha fiorentina.

Siga-me no Instagram: @barbara.ligero

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s