Piacere, Itália! Depois de passar um mês rodando a Toscana, Bárbara Ligero caiu de amores pela terra da bota e se matriculou em um curso de italiano. Atualmente, está aprendendo a gesticular com perfeição

Dicas de San Vito Lo Capo, uma das praias mais bonitas da Itália

Na Sicília, a praia tem uma combinação de características raras na Itália: longa faixa de areia branca e mar cristalino dentro da área urbana de uma cidade

Por Barbara Ligero Atualizado em 11 jun 2019, 15h49 - Publicado em 11 jun 2019, 15h46

Não há dúvidas de que as praias mais incríveis da Sicília ficam nas ilhotas, como é o caso de Lampedusa, Favignana, Salina e Lipari. Mas, se fosse para escolher a praia número 1 da ilha principal, San Vito Lo Capo seria uma forte concorrente. Inclusive, ela aparece frequentemente nas listas de praias mais bonitas de toda Itália pela sua combinação de características.

É difícil encontrar em território italiano uma praia que seja ao mesmo tempo longa, de areia branca e fininha, banhada por um mar cristalino, que tenha infraestrutura e que fique dentro da área urbana de uma cidade. O cenário é de deixar qualquer um boquiaberto: além da cor da sua água ser impressionante, a praia fica aos pés do imponente Monte Monaco.

Filippo Piazza/Flickr

Essa praia é livre, o que significa que existem áreas onde você pode simplesmente estender sua canga para curtir o sol. Porém, há também algumas partes da areia reservadas pelos chamados lido. Nesses estabelecimentos, você paga para usar as espreguiçadeiras e os guarda-sóis, que eles já deixam montados para os clientes. Uma opção intermediária é alugar cadeira e guarda-sol com algumas pessoas que passam abordando quem chegou na praia despreparado.

Mas vale a pena dizer que, pagando ou não, a disputa por um lugarzinho na areia é acirrada durante o verão. Você vai encontrar tudo bem mais tranquilo em meses intermediários, como maio e setembro. Porém, nessa época o mar é ainda bem gelado, principalmente para os padrões brasileiros. Eu estive lá em maio, coloquei o biquíni e fui determinada a nadar, mas voltei para trás assim que encostei o primeiro dedo do pé na água. Tinha gente nadando? Tinha. Poucos, mas tinha. Para mim, não deu não.

  • De uma forma ou de outra, é gostoso passear pela cidade de San Vito Lo Capo em si, cujo coração é a Piazza Santuario. Ali fica o interessante Santuario di San Vito que, apesar de ser uma igreja, foi construído como uma fortaleza para proteger os fiéis dos frequentes ataques piratas. Nas ruazinhas em volta você encontra lojas e várias opções de restaurantes. Em tempo: um prato típico local é o cous cous trapanese, que leva frutos do mar.

    Continua após a publicidade

  • Nos arredores da cidade há praias que não tem a mesma infraestrutura de San Vito Lo Capo, mas que também são muito bonitas. Vale destacar a Baia Santa Margherita, com águas cristalinas e toda cercada por colinas e falésias, e a Caletta del Bue Marino, uma praia de pedra que já chegou a ser eleita a mais bonita da Itália.

    Calleta del Bue Marino Riccardo Maria Mantero/Flickr

    Uma terceira opção é a Riversa Naturalle dello Zingaro, repleta de pequenas praias selvagens. Nessa reserva, é preciso pagar para entrar, estacionar o carro e seguir andando por trilhas que levam até as tais praias de sonho. Mas vá preparado: para fazer o circuito completo, são sete horas caminhando, ida e volta, sem considerar as paradas.

    Busque sua hospedagem em San Vito Lo Capo

    Acompanhe minha viagem pela Itália no Instagram: @barbara.ligero

    Continua após a publicidade
    Publicidade