Após Kubrick e Bowie, MIS ostenta exposição com 241 imagens da venerável Frida Kahlo; veja fotos

Ela virou um Che Guevara, um Seu Madruga (compatriota, aliás) de tanto que estampa bolsas, camisetas e moças que brincam de imitar a pintora mexicana com sua célebre e sexy sobrancelha. A peça sobre a vida dela foi até prolongada em São Paulo, mas nunca é demais um gole a mais dessa artista loucamente iconoclasta.

Sim, Magdalena Carmen Frida Kahlo y Calderon (1907-1951) está de volta à capital paulista numa mostra individual, ou melhor, em duas exposições concomitantes (dá-lhe, léxico! dá-lhe, arcaico!) que já rodaram o mundo.

São elas: Frida Kahlo – Suas Fotos, que rola no MIS-SP, e Frida Kahlo – Suas fotos | Olhares sobre o México, no Espaço Cultural Porto Seguro, ambas de 3 de setembro a 20 de novembro de 2016. O grande barato: os visitantes poderão utilizar o serviço gratuito de uma van, que transportará a galera de um espaço cultural para o outro.

Olha a selfie em 1939 de Nickolas Muray e Frida Kahlo / Nickolas Muray, Museu Frida Kahlo

Olha a selfie em 1939 de Nickolas Muray e Frida Kahlo / Nickolas Muray, Museu Frida Kahlo

As mostras combinadas exibem 241 imagens selecionadas a partir de 6500 fotografias do acervo pessoal de Frida. Tal material foi resgatado em sua icônica Casa Azul, 50 anos após a morte da artista. São registros que a pintora gostava de guardar para se inspirar e, por que não, realizar algumas intervenções.

A seleção revela desde a infância até períodos de sua vida loka adulta, com imagens de autoria de seu pai e seu avô materno (fotógrafos profissionais), além de momentos eternizados pela própria artista e seus amigos, caso dos fotógrafos Gisèle Freund e Nickolas Muray.

Frida com 5 anos, em 1912 / Museu Frida Kahlo

Frida com 5 anos, em 1912 / Museu Frida Kahlo

O MIS-SP esbanja grandes exposições. Stanley Kubrick, Andy Warhol, Castelo Rá-Tim-Bum e David Bowie, só para citar algumas, já reverberaram pra caramba, bombaram tanto que teve até virada de madrugada (acabei vendo  Ziggy Stardust às 7 da manhã de um domingo).

Lá no MIS, a história de Frida será contada assim:

Origens, com retratos familiares;

Casa Azul, com imagens da artista criança, quando começou a posar para o seu pai, o fotógrafo Guillermo Kahlo, e outras onde aparece com familiares e amigos, desfrutando da Casa Azul;

Política, revoluções e Diego, que destaca a revolução mexicana, o progresso tecnológico do sistema capitalista, além de retratos de líderes do socialismo que o parceiro incorrigível Diego Rivera colecionava, tem Lenin, Stalin e Trotsky…;

Corpo acidentado, que mostra o grave acidente que sofreu em 1925 e que a manteve sem andar durante meses;

Amores, que evidencia a faceta hedonista e apaixonada de Frida.

Frida pintando o retrato de seu pai em 1951 / Gisèle Freund, Museu Frida Kahlo

Frida pintando o retrato de seu pai em 1951 / Gisèle Freund, Museu Frida Kahlo

Ela morreu logo depois da foto acima… Enfim…

Já no Espaço Cultural Porto Seguro serão vistos cliques que foram presenteados a Frida por fotógrafos amigos. Ela inclusive bebeu (a ambiguidade aqui é proposital) dessas ideias e as colocou em sua arte, caso do gato preto de Martin Munkácsi.

Frida Kahlo, braba e provocante em 1926 / Guillermo Kahlo, Museu Frida Kahlo

Frida Kahlo, braba e provocante em 1926 / Guillermo Kahlo, Museu Frida Kahlo

Serviço:
Frida Kahlo – Suas Fotos (MIS)
DATA 03.09 a 20.11
HORÁRIO terças a sextas, das 12 às 20h; sábados, domingos e feriados das 11h às 19h (com uma hora de permanência após o fechamento da bilheteria)
LOCAL Espaço Expositivo 1º andar
INGRESSO R$6 (inteira) e R$3 (meia) – Ingresso válido para ambas as exposições.
Às terças-feiras o ingresso é gratuito.
Clientes Porto Seguro têm 50% de desconto na compra de 1 ingresso + acompanhante.
CLASSIFICAÇÃO livre
Serviço de van gratuita transporta o público de um espaço cultural para outro.

Museu da Imagem e do Som – MIS
Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo | (11) 2117 4777
Estacionamento conveniado: R$ 18
Acesso para cadeirantes. Ar condicionado.
Os visitantes poderão utilizar o serviço gratuito de uma van, que transportará o público de um espaço cultural para o outro.

Frida Kahlo – Suas fotos | Olhares sobre o México (Espaço Cultural Porto Seguro)
DATA 03.09 a 20.11
HORÁRIO terças a sábados, das 10h às 19h; domingos e feriados, das 10h às 17h (última entrada até 30min antes do horário de encerramento)
LOCAL Espaço expositivo térreo e mezanino
INGRESSO R$6 (inteira) R$3 (meia) – Ingresso válido para ambas as exposições.
Às terças-feiras o ingresso é gratuito.
Clientes Porto Seguro têm 50% de desconto na compra de 1 ingresso + acompanhante.
CLASSIFICAÇÃO livre
Serviço de van gratuita transporta o público de um espaço cultural para outro.

Espaço Cultural Porto Seguro
Alameda Barão de Piracicaba, 610, Campos Elíseos, São Paulo |11 3226-7361
Estacionamento Alameda Barão de Piracicaba, 634 (sede Porto Seguro) – Até 1h30 gratuito. 1ª, 2ª e 3ª hora adicional R$ 10,00 a hora. A partir da 4ª hora adicional, R$ 5,00 a hora. Segunda a sexta a partir das 17h30 – R$ 20,00 (preço único). Sábados, domingos e feriados – R$ 20,00 (preço único). Cliente Porto Seguro tem 50% de desconto.
O Espaço Cultural Porto Seguro oferece vans gratuitas da Estação Luz até as dependências do Espaço.

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.