Primeira casa projetada por Gaudí abrirá como museu em Barcelona

Em processo de restauração, a Casa Vicens funcionará como um museu em Barcelona; veja fotos da fachada - que está toda restaurada - e do interior do prédio

Barcelona não seria tão única sem os ferros retorcidos, os mosaicos loucamente coloridos e as formas insólitas criadas pelo arquiteto Antoni Gaudí (1852-1926).

Caminhando pela cidade, é possível acompanhar a evolução do estilo daquele que foi o mais radical dos modernistas catalães através de várias construções até chegar à Sagrada Família, sua obra-prima inacabada.

Faltava a pecinha inicial. Escondida em uma rua pouco transitada do bairro de Gràcia, a Casa Vicens, primeira residência construída pelo criador da La Pedrera e da Casa Batlló, abrirá as portas no próximo outono europeu (ainda sem data marcada).

A casa vista da rua, antes de ser coberta para restauração (Pol Viladoms/Divulgação)

Status atual: fachada coberta e trabalhos a todo vapor (Primeira casa projetada por Gaudí abrirá ao publico em breve/Divulgação)

O edifício foi construído entre 1883 e 1885 para servir como casa de veraneio do corretor de câmbio e operador da bolsa Manuel Vicens i Montaner (1836-1895).

Mudou de mãos em 1899 e, mais tarde, a casa foi ampliada e dividida em alguns apartamentos. Até ser comprada pelo banco privado MoraBanc, do Principado de Andorra, serviu como residência – nada mal.

(Pol Viladoms/Divulgação)

(Pol Viladoms/Divulgação)

Aos 31 anos, o jovem Gaudí começou a mostrar a que vinha. Ao projetar o edifício, criou formas geométricas complexas, com um rico jogo de luzes e sombras e uma combinação de cores e texturas que se aproximam do estilo mudéjar (versão ibérica da arquitetura árabe).

Rompendo com as convenções tradicionais catalãs vigentes naquele momento, o edifício é considerado uma das primeiras grandes obras modernistas da cidade.

(Pol Viladoms/Divulgação)

(Pol Viladoms/Divulgação)

Para transformar-se em um centro cultural aberto ao público, a Casa Vicens está passando por um minucioso processo de restauração desde 2015. A previsão é que inaugure até o mês de novembro.

Passei por lá na última quinta-feira (3) e as obras estão a todo vapor em pleno mês de agosto (o tradicional mês de férias). Mas a fachada ainda está coberta, há um guindaste em ação e a impressão é a de que ainda temos muito chão pela frente.

(Pol Viladoms/Divulgação)

(Pol Viladoms/Divulgação)

(Pol Viladoms/Divulgação)

Quando o museu estiver pronto, será o oitavo monumento declarado Patrimônio Mundial pela UNESCO aberto ao público em Barcelona, seguindo os passos da Sagrada Familia, da Casa Batlló, da La Pedrera, do Park Güell, do Palau Güell, do Palau de la Música Catalana e do Hospital Sant Pau.

(Pol Viladoms/Divulgação)

(Pol Viladoms/Divulgação)

(Pol Viladoms/Divulgação)

(Pol Viladoms/Divulgação)

(Pol Viladoms/Divulgação)

Ao visitar a Casa Vicens, aproveite para conhecer outras casas modernistas espalhadas pelo bairro de Grácias, como a Casa Gustà, a Casa Elisa Bremon d’Espina e a casa Francesc Cama. Veja mais detalhes neste link.

Siga @drisetti no Instagram

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s