A Transilvânia é incrível, parte 6: Brasov

A praça central de Brasov: uma belezinha

A praça central de Brasov: uma belezinha

Já falei de Sibiu e de Sighisoara nos posts anteriores. Pois o trio de cidadezinhas obrigatórias da Transilvânia, na Romênia, se completa com Brasov (se pronuncia “Brachov”). O céu cinza-apocalipse e as nuvens baixas não ajudaram o meu ralo talento fotográfico. Então, para fazer jus a essa belezura de lugar, copio acima o cartão postal oficial na cidade, para que vocês tenham uma ideia melhor do seu potencial.

 

Os casarões coloridos com telhados em estilo austro-húngaro e a igreja solitária no meio da praça são uma combinação incrível. Mas o grande tchans de Brasov é estar aos pés do monte Tâmpa (onde há um letreiro estilo Hollywood), cercada de verde e próxima a estação de esqui de Poiana, o que faz a cidade ferver no inverno.

 

O letreiro estilo "Hollywood" também na cidade vizinha de Rasov.

O letreiro estilo “Hollywood” também na cidade vizinha de Rasov.

O jeitão elegante do centro de Brasov

O jeitão elegante do centro de Brasov

Tendo a praça Sfatului (a da foto acima) como epicentro, a cidade impressiona pela elegância de seus muitos cafés e restaurantes. Um deles, o Bella Muzica, foi um dos lugares mais interessantes no qual jantamos durante a viagem. O restaurante se divide em 34 salinhas ultra intimistas e românticas que lembram caves antigas. Para chamar o garçom sem estragar o climinha, é preciso apertar uma campainha eletrônica. Não é o máximo?

A rua mais estreita da Europa

A rua mais estreita da Europa

 

A montanha, os casarões e o letreiro fofinho em estilo Hollywood

A montanha, os casarões e o letreiro fofinho em estilo Hollywood

Brasov tem outras credenciais de peso. Sua Black Church (Igreja Preta), que ganhou esse nome por causa das paredes escurecidas por um incêndio, é a maior igreja Gótica entre Viena e Istambul – o órgão é definitivamente um show à parte. Ah, e Brasov ainda tem a rua considerada a mais estreita da Europa, a curiosa Strada Sforii, pertinho da praça principal. Vale ficar pelo menos um dia inteiro na cidade, e mais dois ou três para passeios de bate e volta ao castelo de Bran, de Peles e os parques naturais dos arredores. Se for inverno, Brasov é a base para esquiar em Poiana.

 

Siga @drisetti no Twitter

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s