10 motivos para amar Noosa, a melhor praia da Sunshine Coast

Os encantos de umas das praias mais lindas e alto-astral da Austrália

É inevitável comparar a praia de Noosa com a de Byron Bay, a toda-poderosa sobre a qual falei no post passado (clique aqui para ler). É que ambas são as rainhas do trecho mais bombado da Costa Leste da Austrália. Se você tiver pouco tempo, talvez tenha que decidir se, a partir de Brisbane (o aeroporto mais estratégico da região), vai para o sul em direção a Byron Bay; ou se opta por seguir rumo ao norte até Noosa (na dúvida, e com tempo, fique com as duas). Sendo bem simplista, diria que Noosa é a irmã mais patricinha e um pouco mais “família” de Byron – nunca vi tanta criança loirinha junta! Mas eu garanto que você vai gostar de lá mesmo que não esteja a fim de um salto alto pós praia e que não esteja viajando com crianças a tiracolo (meu caso). Eis os motivos:

Praia para famílias de propaganda de margarina...Praia para famílias de propaganda de margarina…

... Mas que também tem o seu cantinho mais social… Mas que também tem o seu cantinho mais social (de leve)

1. A geografia do lugar é covardia. Um rio limpo e verdinho se abre em vários canais até desembocar em Noosa Main Beach, separada de outras várias belezuras de areia por um parque nacional montanhoso recheado de mirantes estratégicos e trilhas para caminhada.

Fim de tarde matador vendo a galera surfar de um dos mirantes do parque nacionalFim de tarde matador vendo a galera surfar de um dos mirantes do parque nacional

O cantão da surfistada no verão: ondas loooongas, ótimas para SUP O cantão da surfistada no verão: ondas loooongas, ótimas para SUP

Aquele momento em que você descobre que todo mundo teve a mesma ideiaAquele momento em que você descobre que todo mundo teve a mesma ideia

2. A Main Beach (“Praia Principal” – continuo impressionada com a criatividade dos australianos para dar nomes a praias) é simplesmente divina, com areia branquíssima e mar cristalino.

3. Há um bom break para a surfistada no canto da Main Beach que toca o parque nacional – com uma onda loooonga. Eles também podem se esbaldar em outras duas praias voltadas para mar aberto: Sunshine Beach e Sunrise Beach (“Praia do Nascente” e “Praia do Poente” – já comentei sobre a criatividade australiana?). Mas, pelo menos no verão, as ondas na Main Beach são bem mais suaves do que a média australiana, o que é uma dádiva para quem gosta de dar um mergulho sem arriscar a vida (e para quem está com criança).

Sunshine Beach, o bicho pegando no mar e o arsenal de salvamento básico, típico de grande parte das praias australianasSunshine Beach, o bicho pegando no mar e o arsenal de salvamento básico, típico de grande parte das praias australianas

4. Assim como Byron Bay, Noosa está fora da linha de risco das águas vivas assassinas que invadem o norte da Austrália no alto verão (Irukandji e box jelly fish). Yupy!

5. Noosa Heads, Noosa Village e Noosa Beach? Até agora estou tentando entender onde começa e onde termina cada uma dessas subdivisões da cidade (ou seriam várias cidades?). Mas a verdade é que há um canto para cada gosto e orçamento: Noosa Beach para ficar perto do agitinho e da praia (pagando caro), Noosa Village para se hospedar na deliciosa margem do rio Noosa (pagando um pouco menos caro) e Noosa Heads para sentir como é o bairro tranquilo onde os locais moram (pagando menos e alugando um quarto via AirBnb – foi o que eu fiz).

6. Se você é da tchurma do SUP, Noosa é sua Disneylândia. Dá para praticar tanto na água calminha do rio como para se aventurar nas ondas do cantão.

SUP no rio NoosaSUP no rio Noosa

Sente a "cristalinidade" do rio, que tem até prainhaSente a “cristalinidade” do rio, que tem até prainha

7. Noosa Beach concentra o agitinho do pedaço, sobretudo na Hastings Street, só para pedestres e paralela à praia. Ali estão enfileiradas várias lojas bacanas, restaurantes estilosos e cafés. O lugar até me lembrou um pouco a Quinta Avenida de Playa del Carmen. Mas não há nada de muito selvagem por ali. Lá pelas 10 da noite, o vai e vem vai morrendo (amanhã às 5 da manhã tem yoga, lembra?). Comparado com o centrinho de Byron Bay em termos de estilo, esse pedaço de Noosa é mais glamuroso e luxuoso. Pede uma make-up.

8. Se você for dos que ficam na praia até o sol se por, vai acabar descabelado e cheio de areia em plena Hastings Street quando todo mundo já estiver perfumado e banhado, de coquetel em mãos e prestes a jantar (isso tudo lá pelas 19 horas, com luz do dia, alguém avisa?). Como tudo fecha muito cedo, é bem capaz que você não tenha nem tempo de tomar banho e voltar. Mas nem tudo está perdido. A solução para jantar de chinelo e cabelo salgado é o divertidíssimo pub do Noosa Surf Club (cada praia na Austrália tem o seu “surf club”, que na verdade é o clube dos salva-vidas, não dos surfistas — o mais bacana de todos os surf clubs que frequentei na Austrália é certamente o de Noosa).

O jeitinho da hasting StreetO jeitinho da Hastings Street

9. Quando cansar do frenesi-glamour da Hastings, uma boa alternativa é Gympie Terrace, a avenida à beira do rio, também repleta de restaurantes (mais democráticos em termos de preço dos que os da Hasting).

10. Essa é imperdível: pertinho de Noosa, numa cidadezinha simpática chamada Eumundi, acontece um mercadinho fantástico às quartas e sábados. Mercadinho não, mercadaço! São barraquinhas e mais barraquinhas vendendo artesanato, roupas lindas, bijuterias supercriativas, prataria e comidinhas deliciosas. Poucas vezes me lembro de ter visto tanta gente jovem, alegre e bela reunida num mercado de rua. Sente o espírito no vídeo ali embaixo. Pois é. Tem a cara de Byron Bay, mas fica pertinho de Noosa… Coisas da vida.

Está na hora dessa gente bronzeada mostrar seu valor no mercadinho de EumundiEstá na hora dessa gente bronzeada mostrar seu valor no mercadinho de Eumundi

O vai e vemO vai e vem

Mercado lotado (mesmo com os termômetros roçando os 35 graus)Mercado lotado (mesmo com os termômetros roçando os 35 graus)

O espírito (artesanal) da coisaO espírito (artesanal) da coisa

Gluten free, por supuestoGluten free, por supuesto

O gênio do forno de pizza acoplado a um carroO gênio do forno de pizza acoplado a um carro

Siga @drisetti no Twitter e no Instagram

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s