Palácio Nacional de Sintra

Sobre as fundações de edificações árabes, ao longe o palácio é facilmente identificado por seu inusitado e robusto par de chaminés cônicas das cozinhas, de 33 metros de altura. Refúgio de verão da monarquia lusitana desde a época de Dom Dinis (1261-1325), que foi quem lhe conferiu as primeiras formas definitivas, passou por sucessivas e marcantes reformas, com cada soberano imprimindo seu estilo, sob os estilos gótico, mudéjar e manuelino. Seus interiores são igualmente belos, com um eclético acervo de artes decorativas e preciosa coleção de azulejos mouriscos.

Publicidade