Liberdade

Avaliação do Guia Quatro Rodas starsstarsstarsstarsstarsMuito interessante

As lanternas vermelhas sobre a rua e as placas com ideogramas japoneses transportam para o outro lado do mundo. Na Praça da Liberdade começa a Rua Galvão Bueno, onde estão a Casa Bueno (nº 48) e a Marukai (nº 34), empórios que vendem sushis, chás e outros importados; na Hime-Ya (nº 54) as prateleiras estão repletas de produtos para a casa; e a Azukiya (nº 16) oferece utensílios domésticos e alimentos importados. Para produtos de beleza, visite as unidades da Ikesaki (Rua Galvão Bueno, 37, e Avenida Liberdade, 146). O Museu da Imigração Japonesa (Rua São Joaquim, 381, 7º ao 9º andar; 3209-5465; 3ª a domingo, das 13h30 às 17h30; R$ 6,00) relata a chegada dos japoneses ao Brasil. Numa travessa da Rua dos Estudantes, a Capela dos Aflitos guarda histórias assustadoras: o terreno fazia parte do Cemitério dos Aflitos, onde indigentes condenados à forca eram sepultados (Rua dos Aflitos, 70). Nos fins de semana, a feira da Praça da Liberdade reúne mais de 200 barracas, que vendem de comida típica a luminárias. O Chi Fu (Praça Carlos Gomes, 200; 3112-1698) e o Rong He (Rua da Glória, 622; 3207-1206) são paradas econômicas para almoço. Outra opção é a Bakery Itiriki (Rua dos Estudantes, 24; 3277-4939), que serve bolo de chá verde e o exclusivo suco de pobá (leite, chá preto e verde, inhame e frutas a gosto). À noite, cantores de ocasião são atraídos pelos karaokês, como a Choperia Liberdade (Rua da Glória, 523, 3207-8783).

Informações

local_parking
Estacionamento Sem estacionamento
Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.