Roteiro de 48 horas de aventuras em Brotas (SP)

Um roteiro de dois dias com as principais atrações de ecoturismo da cidade

A 250 km de São Paulo (SP), a serena cidade de Brotas (SP) costuma ficar mais agitada aos finais de semana. O destino, que tem fácil acesso por rodovias duplicadas (para quem vem da capital paulista), atrai turistas pelas suas “aventuras seguras”. Boa parte da economia local é voltada ao ecoturismo de aventura, o que consequentemente gerou uma gama de opções interessantes para hospedagem e alimentação. Passar dois dias na cidade e aproveitar as principais atrações é uma hipótese totalmente viável para sentir um pouco da adrenalina e aconchego local.Posto isso, separe o seu par de tênis mais confortável (e que possa molhar), protetor solar, roupas leves e aquela mochila bacana. Vamos otimizar o tempo e aproveitar o que há de melhor em Brotas em dois belos e divertidos dias.

Dia 1 – Tome um café da manhã leve, mas reforçado. O carro-chefe (nesse caso, “barco-chefe”) de Brotas é o rafting. A versão mais praticada é a diurna, na qual os botes percorrem um trecho de cerca de 9 km do Rio Jacaré-Pepira e enfrentam corredeiras de níveis 3 e 4 (em uma escala que vai até 6).É recomendável agendar o passeio com antecedência. Se não for possível, chegue até as 9h em uma das empresas especializadas (sugestões aqui). Os grupos costumam sair às 10h. Uma vez lá, coletes e capacetes são entregues e as explicações de como se portar no bote são devidamente repassadas.Nem pense em levar câmera ou qualquer equipamento eletrônico no bote com você (a menos que sejam à prova d’água). As agências oferecem guarda-volumes, e eles são bem úteis. Mesmo que você não caia do bote, hora ou outra os remos viram instrumentos para jogar água nos colegas de passeio. Dica: se você disser que o passeio está “sem emoção”, aí é queda na certa: os instrutores vão dar um jeito de você cair e experimentar a temperatura da água.Impossível sair seco. Após umas duas horas percorrendo o rio, as equipes são recebidas em terra com boas doses de suco ou chocolate quente e pinga com mel (para os adultos).

*A repórter viajou a convite da Associação das Prefeituras das Cidades Estância do Estado de São Paulo (APRECESP).

Leia mais:

Especial Fim de Semana: roteiros de 48 horas pelo Brasil

Conheça dez lugares perigosamente atraentes pelo mundo

48 Horas em Pirenópolis e Goiás (GO): um roteiro pelas duas cidades históricas

Veja dicas de destinos de inverno para viajar pelo mundo a dois

Destinos para praticar esportes

Roteiro de 48 horas em Campos do Jordão

Fotos e dicas: 14 parques nacionais para curtir a natureza do Brasil

48 horas no Rio de Janeiro (RJ): roteiro pelo centro e principais atrações

48 horas em Porto Alegre

48 horas em Belo Horizonte

Guia de viagem: 48 horas em Bento Gonçalves (RS)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s