Cuidados com a saúde durante viagens, com o médico Jessé Alves

As vacinas, os cuidados com alimentação e jet lag foram pautas da conversa com o médico do Hospital Emilio Ribas. A entrevista começa no minuto 2:20

access_time 14 nov 2017, 18h26 - Publicado em 14 nov 2017, 18h15

O “Pra onde eu vou?” foi uma tarde de entrevistas ao vivo direto da redação da Viagem e Turismo sobre tendências, dicas e estilos de viagens. Um dos temas foi “Saúde na Estrada”, que teve como entrevistado o médico infectologista Jessé Alves, que conversou com a jornalista Cindy Wilk sobre saúde do viajante, trazendo temas como vacinas, jet lag, doenças, alimentação e cuidados durante voos.

Jessé Alves é diretor do Núcleo de Medicina do Viajante do Hospital Emilio Ribas, em São Paulo, e destacou a importância da medicina preventiva, principalmente os riscos que envolvem alguns destinos como países do Sudeste Asiático e da Índia.

Apesar de ser recomendado para todos os tipos de viajantes, este tipo de medicina prioriza viagens para destinos que estão na faixa tropical do planeta, onde as doenças infecciosas ocorrem com mais frequência.

Uma das medidas preventivas mais eficazes para garantir a saúde do turista é através das vacinas. Algumas delas (como a vacina para febre amarela, por exemplo) são obrigatórias em alguns países. Outras são vacinas de rotina que deveriam ser atualizadas no próprio país onde o viajante vive.

No entanto, percebe-se que a maioria se esquece de fazer estas vacinas. “Manter as vacinas de rotina, as vacinas de tétano, hepatite B, sarampo, caxumba e rubéola, isso todo mundo deve fazer”, reforça Dr. Jessé.

Cuidados durante voo e a ocorrência de jet lag também foram discutidos durante a entrevista. Jessé Alves recomenda que durante o voo o passageiro vista roupas confortáveis, tente fazer refeições mais leves, evite medicamento para dormir e busque sempre se hidratar porque o ambiente da aeronave é muito seco e pode facilitar a desidratação. Ele também aconselha que o viajante se movimente durante voos muito longos para evitar dores e reduzir o risco de trombose.

Para combater o jet lag a melhor solução é se expor a luz solar o mais rápido possível já que o sol ajuda o nosso relógio interno a se adaptar mais rapidamente aos horários. Outra questão seria, desde que acompanhado pelo profissional de saúde, ajustar este horário de dormir com medicações que induzem o sono.

Confira a entrevista completa no player acima.

Veja também
Tudo sobre
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s